Publicidade

Estado de Minas ZONA DA MATA

Projeto de lei prevê acesso público à lista de vacinados em Juiz de Fora

Proposta em tramitação no Legislativo de Juiz de Fora visa divulgar, entre outros dados, nome completo e idade das pessoas imunizadas


23/06/2021 21:56 - atualizado 24/06/2021 20:43

Matéria entrou em tramitação na Câmara Municipal de Juiz de Fora nessa segunda-feira (21/6)(foto: Câmara Municipal de Juiz de Fora/Divulgação)
Matéria entrou em tramitação na Câmara Municipal de Juiz de Fora nessa segunda-feira (21/6) (foto: Câmara Municipal de Juiz de Fora/Divulgação)
 
A Câmara Municipal de Juiz de Fora, na Zona da Mata, está com um projeto de lei em curso que prevê a criação de uma base de dados, de acesso público, com a lista de vacinados no município. A proposta, em tramitação desde segunda-feira (21/6), é de autoria dos vereadores Sargento Mello Casal (PTB) e Bejani Júnior (Podemos).
 
O objetivo é dar mais transparência na divulgação de informações sobre a vacinação contra a COVID-19 na cidade. A ideia é que a prefeitura atualize diariamente, na página principal do seu site oficial, a listagem contendo a relação de todas as pessoas que foram imunizadas. Os dados também devem ficar disponíveis no Portal da Transparência.
 
A lista deverá conter nome completo, data de nascimento, grupo prioritário, local de vacinação, código do lote do imunizante, qual dose foi recebida e a data de aplicação da vacina.
 
Caso o PL – ao passar pelo crivo do Legislativo municipal – seja aprovado, a prefeitura terá 24h, contadas a partir da publicação da lei, para informar no Portal da Transparência todas as pessoas vacinadas a partir desta data.
 
Os vacinados em período anterior à aprovação do projeto também deverão ser informados na base de dados, porém o Executivo terá até 30 dias para consolidação das informações na plataforma.
 
Vale destacar que – conforme determinação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19, do Governo federal – os dados já são computados pela prefeitura e encaminhados ao Ministério da Saúde.
 

“É o mínimo que a gente precisa”, diz relator do projeto

 
No texto de justificativa anexado ao projeto de lei, os vereadores proponentes embasaram a viabilidade e necessidade da propositura ao citar as prefeituras de Blumenau (SC), Mariana (MG) e Sorocaba (SP), que já adotam sistemas semelhantes de divulgação dos dados.
 
Para o vereador Sargento Mello Casal, relator do projeto, a base de dados de acesso público da vacinação servirá como um importante instrumento de fiscalização em relação às denúncias de fura-filas.
 
“É o mínimo que a gente precisa caso cheguem denúncias dos cidadãos. Com esses dados podemos fazer as verificações necessárias”, disse o parlamentar, durante reunião no plenário da Câmara nessa terça-feira (22/6).
 

Obrigatoriedade de cartão de vacinação

 
Paralelamente, também está em tramitação no Legislativo em Juiz de Fora, como o Estado de Minas mostrou na semana passada, outro projeto de lei que propõe a exigência de cartão de vacinação contra a COVID-19.
 
A intenção é que os juiz-foranos apresentem o documento para acessar estabelecimentos públicos e privados.

A proposta é do vereador João Wagner Antoniol (PSC) e segue estacionada na Comissão de Legislação, Justiça e Redação.
 
Os autos foram remetidos à diretoria jurídica da Casa para emissão de parecer quanto aos aspectos constitucionais e legais da propositura.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.


Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade