Publicidade

Estado de Minas Sonho americano

PF desmonta esquema de migração irregular


18/06/2021 04:00

Uma operação da Polícia Federal realizada na manhã de ontem desarticulou em Minas braços de uma associação criminosa que atuava no envio ilegal de brasileiros para o exterior. As investigações que desencadearam a Operação Le Mans começaram depois da fuga de um homem com a filha de 3 anos para o Paraguai. Ele foi preso em 5 de junho na fronteira e a criança foi entregue à mãe.
Durante a apuração do caso, foi identificada uma associação ilegal para envio de brasileiros aos Estados Unidos para obter vantagem econômica. Foram cumpridos mandados judiciais de prisão e de busca e apreensão, expedidos pela 35ª Vara Federal, em São Joaquim de Bicas, na Grande BH, e em Abre Campo, na Zona da Mata. De acordo com a PF, os detidos foram identificados como responsáveis por transportar migrantes no Brasil e fazer pagamentos para o funcionamento do esquema criminoso. “As apurações indicam que recentemente foram enviados 14 brasileiros para o México, pessoas que atualmente se encontram em solo mexicano e aguardam instruções para cruzar a fronteira com os Estados Unidos. Além disso, há outros sete brasileiros no estado de São Paulo que esperavam orientações da associação criminosa para migrar para o exterior. Era cobrada a quantia de R$ 100 mil por pessoa para que fosse levada até os Estados Unidos”, detalhou a Polícia Federal. A pena para quem promove a entrada ilegal de brasileiro em país estrangeiro pode chegar a cinco anos de prisão. A polícia também alertou para os riscos da travessia ilegal para os Estados Unidos pelo deserto mexicano. As investigações continuam para localizar as vítimas que estão no México e as que ainda não saíram do Brasil.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade