Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Lista de vacinação contra COVID-19 aponta 150 fura-filas em Lagoa Santa

De acordo com vereador Leonardo Daher (PL), o secretário municipal de Saúde, Gilson Urbano, é um dos que se vacinaram de forma irregular


15/06/2021 21:39 - atualizado 16/06/2021 12:34


Por determinação do TJMG, os nomes dos fura-filas não poderão ser divulgados devido à Lei Geral de Proteção de Dados, mas na lista estão arquitetos, vigias e pessoas que trabalham em home office que se vacinaram antes da data (foto: Reprodução/Facebook)
Por determinação do TJMG, os nomes dos fura-filas não poderão ser divulgados devido à Lei Geral de Proteção de Dados, mas na lista estão arquitetos, vigias e pessoas que trabalham em home office que se vacinaram antes da data (foto: Reprodução/Facebook)
“Com 148 vidas perdidas pela COVID-19 na nossa cidade, é com muita tristeza que anuncio que temos mais de 150 fura-filas na vacinação em Lagoa Santa”, foi o pronunciamento feito pelo vereador Leonardo Daher (PL), na Reunião Ordinária desta terça-feira (15/06), na Câmara Municipal de Lagoa Santa, Região Metropolitana de Belo Horizonte.
 
De acordo com o vereador, entre os 150 vacinados de forma irregular na cidade se destaca o nome do secretário de Saúde, Gilson Urbano de Araújo, que foi vacinado com a CoronaVac em fevereiro.

Nessa época, a cidade estava imunizando idosos acima de 90 anos, profissionais dos serviços de resgate dos bombeiros e funerário, de laboratórios públicos e privados, das instituições de Longa Permanência, da Atenção Básica e Especializada e da Vigilância em Saúde.
 
 
De acordo com o vereador, por determinação do juiz de direito Carlo Alexandre Carvalho, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), os nomes dos fura-filas não poderão ser divulgados devido à lei Geral de Proteção de Dados, 13.709/18.

Entre os vacinados irregularmente estão arquitetos, vigias e pessoas que trabalham em home office, que se vacinaram antes da data determinada pelo Plano Nacional de Imunização.
 
“Tive o cuidado de averiguar todos os cargos com a datas liberadas para a vacinação e constatei erros gravíssimos. Além disso, mesmo com determinação judicial, a lista não veio completa. Lá tem o nome da pessoa e chega no cargo está “outros”. Quem são esses outros cargos?”, questiona.
 

Pedido de afastamento

 
Na Reunião Ordinária, o vereador solicitou um requerimento ao presidente da Câmara Municipal de Lagoa Santa, Paulo da ADM (Patriota) pedindo o afastamento do secretário de Saúde, Gilson Urbano, de suas atividades.
 
Segundo o vereador, o pedido de afastamento é para que o secretário seja impedido de atrapalhar futuras investigações “da farra das vacinas”.
 
O presidente da Câmara pediu para aguardar mais uma semana para primeiramente buscar o melhor entendimento e, assim, solicitar o afastamento do secretário.
 

Pedido para ver a lista

 
Só tiveram acesso à lista os impetrantes da ação judicial, o autor, vereador Leonardo Daher, juntamente com os vereadores Cleber Machado Bureska (PV) e Juninho Fagundes (PL).

Os outros 12 vereadores ainda não viram o conteúdo enviado pela Secretaria de Saúde.
 
Diante disso, os vereadores se colocaram interessados em ver o conteúdo e partir daí decidirem pelo afastamento e a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Foi marcada uma reunião nesta sexta-feira (18/6), às 14h, na sala da presidência da Câmara, sem a presença do público, para a lista ser mostrada a todos os vereadores.
 
Procurado pela reportagem, o secretário de Saúde não atendeu às ligações até o fechamento desta matéria.
 
 

Resposta da prefeitura

 
Em resposta na quarta-feira (16/6), a prefeitura informa que até o presente momento não recebeu nenhum comunicado da Câmara Municipal de Lagoa Santa em relação às questões da vacinação contra a COVID-19 no município.
 
Tão logo seja recebida a comunicação do legislativo, a prefeitura ainda informa que esclarecerá todos os procedimentos adotados em relação ao Plano Municipal de Imunização.
 
Desta forma, a prefeitura afirma que se posicionará "assim que comunicada oficialmente", quando serão adotados "todos os procedimentos cabíveis buscando a verdade dos fatos".
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade