Publicidade

Estado de Minas BOMBEIROS

Fogo em lixo teria dado início ao incêndio em ferro-velho em Contagem

Terreno que pegou fogo e assustou moradores será interditado pela prefeitura


07/05/2021 18:54 - atualizado 07/05/2021 19:05

Bombeiros se empenharam para combater as chamas(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
Bombeiros se empenharam para combater as chamas (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)


incêndio de grandes proporções que atingiu dois terrenos de ferro-velho nesta sexta-feira (7/5) em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, pode ter sido criminoso. De acordo com funcionários que trabalhavam no local, eles faziam uma limpeza quando resolveram queimar o lixo, porém o fogo se alastrou. A ocorrência será investigada.

“Segundo relato dos próprios funcionários, eles teriam juntado uma quantidade de capina e lixo que se encontrava no lote e aí colocaram fogo, só que perderam o controle e acabou finalizando nessa situação aqui”, conta o bombeiro militar tenente Daniel Lipovetsky.

Ele conta que a dificuldade no combate foi justamente a grande quantidade de material combustível no local. O comandante da operação, capitão Wenderson Marcelino, contou que havia plástico e madeira.
 
“Logo na chegada a gente percebeu que a situação era complicada porque era uma fumaça muito densa, muito escura e muito alta. A gente antecipou os esforços e conseguiu acionar o máximo de recursos disponíveis que a gente tinha”, contou o capitão Wenderson Marcelino.

Os bombeiros ainda atenderam outras duas ocorrências de incêndio na região, de menor proporção, mas que também empenharam o efetivo, uma preocupação da corporação durante o clima seco combinado com ventania.

“Com a equipe que tínhamos, a gente conseguiu cercar o fogo para não atingir as residências vizinhas nem que tomasse conta da mata no entorno. É muito comum esse tipo de incêndio nessa época do ano que estamos entrando agora.”

Interdição

O local não tem licenciamento, segundo a Prefeitura de Contagem. A Defesa Civil do município afirmou que o terreno será interditado assim que o rescaldo for finalizado pelos bombeiros. 

De acordo com Elizabeth Ibrahim, coordenadora municipal de Defesa Civil, equipes da prefeitura fizeram avaliação de todas as casas no entorno para avaliar se houve algum dano estrutural.

“Fizemos análise de todo o perímetro do fogo, que corresponde a aproximadamente 20 residências. Entre elas, três residências que tiveram danos, mas foram danos mínimos. Apenas uma que teve um dano um pouco maior que foi na janela e o ar condicionado”, pontuou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade