Publicidade

Estado de Minas TRANSPORTE PÚBLICO

Motoristas de ônibus fazem paralisação em Contagem e linhas são afetadas

Funcionários cruzaram os braços nessa quarta-feira (3/3) por questões que envolvem a remuneração. Sindicato das empresas alega problemas financeiros


03/03/2021 11:55 - atualizado 03/03/2021 12:10

Garagem fica no Bairro Jardim Riacho das Pedras(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Garagem fica no Bairro Jardim Riacho das Pedras (foto: Reprodução da internet/Google Maps)
 
Uma paralisação de motoristas da empresa Saritur afeta linhas de ônibus que atendem a capital e a municípios da Grande BH nesta quarta-feira (3/3). 

Os funcionários se concentraram na garagem Durval de Bairros, no Bairro Jardim Riacho das Pedras, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O motivo do protesto seriam questões que envolvem o pagamento.

Diversas linhas foram afetadas, entre elas seis de Contagem, segundo a Transcon: 001 A (Circular Contagem), 102 (Jardim Riacho/Maracanã via Metrô), 173 (Maracanã/Água Branca/Vila São Paulo), 402 A (Jardim Riacho/Cidade Industrial/Eldorado) e B (Jardim Riacho/Eldorado/Cidade Industrial, e 810 (Bandeirantes/Maracanã). 

Entre as linhas afetadas, estaria uma que atende o Bairro Lindéia, no Barreiro, em BH. No entanto, a informação ainda não foi confirmada por órgãos oficiais. 

Por meio de nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) informou que a paralisação foi realizada sem aviso prévio. “(...) já foi instaurado dissídio coletivo de greve perante o Tribunal Regional do Trabalho da 3º Região, e que a empresa está envidando todos os esforços para que a operação seja normalizada o mais rápido possível”, diz a entidade. 

O sindicato afirma, ainda, que as empresas de ônibus da Grande BH passam por dificuldades financeiras diante da pandemia e reclama que que elas não recebem auxílio do governo e município.

“Ressaltamos que as empresas de transporte da RMBH se encontram em um momento de absoluta crise financeira diante dos impactos trazidos pela pandemia do COVID-19 no setor, em especial a fortíssima queda na demanda de passageiros. Essa situação está sendo ainda mais agravada em razão da ausência de auxílio financeiro por parte do estado e municípios, embora desde o início da pandemia as reivindicações nesse sentido estão sendo feitas perante a Seinfra e Prefeituras dos municípios que integram a RMBH”, finaliza a nota. 

Em nota enviada à imprensa, a Prefeitura Municipal de Ibirité, na Grande BH, afirma que a população da cidade também é afetada pela paralisação, principalmente os moradores da chamada "parte alta". 

“A Saritur é responsável pelas linhas intermunicipais, que são administradas pela SEINFRA - Secretaria Estadual de Infraestrutura e Mobilidade. Dessa forma, a Prefeitura de Ibirité está entrando em contato com a Saritur e também com a SEINFRA, para apurar os atrasos e tentar amenizar os impactos causados por esta interrupção. Gostaríamos de esclarecer ainda que as linhas municipais de Ibirité, são de responsabilidade da empresa Viação Sidon e estão operando normalmente em todo o município”, diz a prefeitura. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade