Publicidade

Estado de Minas

Comunidade de Contagem recebe simulado de ocorrências do período chuvoso

Treinamento foi realizado no Morro dos Cabritos, área de risco do município


27/11/2020 10:02 - atualizado 27/11/2020 13:03

Bombeiros treinaram socorro a vítima em caso de desabamento(foto: Milla Silva/Prefeitura de Contagem)
Bombeiros treinaram socorro a vítima em caso de desabamento (foto: Milla Silva/Prefeitura de Contagem)


Moradores da região do Morro dos Cabritos, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, participaram de um treinamento que visa garantir a segurança de todos no período chuvoso. 

Coordenado pela Subsecretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil do Município e o 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros, o simulado preparou a população e as equipes para agir em casos de emergência como soterramentos e desabamentos. 

Além da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, participaram da simulação funcionários da Cemig, Transcon (responsável pelo trânsito na cidade), Guarda Civil, Secretaria de Habitação e Assistência Social, totalizando 50 pessoas envolvidas. 

Defesa Civil participa de simulação de situação de emergência no Morro dos Cabritos(foto: Milla Silva/Prefeitura de Contagem)
Defesa Civil participa de simulação de situação de emergência no Morro dos Cabritos (foto: Milla Silva/Prefeitura de Contagem)


O plano do simulado só foi revelado aos agentes e moradores na hora da ação. O objetivo foi usar o elemento surpresa para testar os atendimentos e tempo de resposta em situações imprevisíveis. O local foi escolhido com base na incidência de ocorrências durante as chuvas.

“O elemento surpresa é para que as equipes de resposta das agências não soubessem como era a situação, como era a ocorrência. Ela ia entrar e eles teriam que ir lá atender como se fosse uma ocorrência real”, explicou o coordenador da Defesa Civil de Contagem, Samuel Lara. Segundo ele, o fator dificultador da irregularidade de alguns imóveis na comunidade, que não têm numeração, também é considerado no treinamento.

Simulação de resgate de vítimas soterrada após desabamento(foto: Milla Silva/Prefeitura de Contagem)
Simulação de resgate de vítimas soterrada após desabamento (foto: Milla Silva/Prefeitura de Contagem)
 

Entre as atividades, bombeiros treinaram o escoramento de paredes para retirar vítimas de soterramento. Para isso, foi usada a estrutura que restou de uma casa que desabou no início deste ano. Na época, ninguém ficou ferido porque a família já havia sido evacuada. Enquanto isso, a Defesa Civil retirava os moradores dos imóveis do entorno da área perigosa e davam orientações.

Área de risco


Contagem foi um dos municípios mais atingidos pelos temporais de janeiro deste ano e chegou a decretar situação de emergência. O município recebeu apoio do Exército na contenção de danos. 

Ainda naquele mês, a 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal da Comarca de Contagem concedeu uma liminar, solicitada pela prefeitura, exigindo a desocupação imediata de imóveis no Morro dos Cabritos diante do risco iminente de deslizamentos de terra. 

Segundo Lara, em janeiro foram realizadas pelo menos 100 remoções de famílias que estavam em áreas de risco no Morro dos Cabritos. Ocorreram cinco desabamentos, mas todos em imóveis já desocupados. “Infelizmente, a reocupação acontece frequentemente. É um problema social da região metropolitana que a gente tem enfrentado. Buscamos coibir e conscientizar as áreas de ocupação. É um grande desafio não só para a Defesa Civil, mas para a Habitação, regional, Guarda Civil”, analisa o coordenador da Defesa Civil da Cidade. 



“Como nós retiramos das áreas mais críticas e vulneráveis muitas famílias, e em alguns desses locais fizemos demolições totais, o terreno ficou ocioso. No decorrer do ano com pandemia (de COVID-19), revezamento de equipe, ficou difícil fazer fiscalização e alguns locais foram reocupados” detalhou. As pessoas que construíram nesses terrenos recebem orientações dos órgãos para minimizar os riscos de desastres e vêm sendo monitoradas. 

Ainda segundo Samuel Lara, apesar da pandemia, quando as chuvas se identificarem os profissionais da Prefeitura de Contagem devem trabalhar em escala completa, mas seguindo todos os protocolos de segurança para evitar a transmissão do coronavírus. “A chuva começando mesmo, o atendimento tem que ser normal”, comentou. 
 
O simulado terminou com saldo positivo na avaliação do coordenador. Além do treinamento, eles conhecem os demais grupos e funções dos outros órgãos para realizar os atendimentos com mais rapidez e qualidade. 

Samuel Lara também deixa um conselho à população. “As pessoas precisam estar completamente em alerta, principalmente quem mora perto de encostas, áreas de deslizamento com possibilidade de desabamento. Ao menor sinal de movimentação de terra, trincas, rachaduras, árvores e postes inclinados, saia, busque um local seguro e chame a Defesa Civil pelo telefone 199 e, se houver vítimas, o Corpo de Bombeiros pelo 193”, concluiu. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade