Publicidade

Estado de Minas

Base da PBH cresce na Câmara

Coligação que elegeu Alexandre Kalil conquista 18 das 41 cadeiras do Legislativo municipal, o que aumenta o número de parlamentares pertencentes ao arco de alianças que apoia o prefeito


16/11/2020 04:00 - atualizado 16/11/2020 07:45


Partidos que compuseram a coligação liderada pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD) na campanha que resultou na reeleição deste domingo terão 18 dos 41 vereadores de Belo Horizonte na legislatura que se inicia em janeiro de 2021 e vai até dezembro de 2024. Tecnicamente, portanto, o prefeito larga com apoio de pelo menos 43,9% dos eleitos.

A coligação que conseguiu 63,36% dos votos para o Executivo da capital mineira foi formada por sete partidos além do PSD do chefe do Executivo municipal: MDB, DC, PP, PV, REDE, AVANTE e PDT. Atualmente, essas legendas somam 16 vereadores. Portanto, o prefeito conseguiu, em tese, ampliar a sua base de governo na Câmara Municipal.

Dos 18 candidatos, sete já estavam no Legislativo da capital e foram reeleitos. Desse total, cinco fazem parte da legenda de Kalil, o PSD: Fernando Luiz, Irlan Melo, Helinho da Farmácia, Bim da Ambulância e Ramon Bibiano da Casa de Apoio. Do partido, apenas Cláudio do Mundo Novo fará o primeiro mandato a partir de 2021.

Fora da coligação, outro parlamentar que foi importante no primeiro de mandato de Kalil foi reeleito: Léo Burguês. O vereador é o atual líder do governo na Câmara Municipal e, apesar de ter se candidatado pelo PSL, recebeu apoio do prefeito durante a campanha eleitoral.

“Eu não posso me furtar neste momento de agradecer ao Léo Burguês. Ele foi o meu líder durante todo o meu mandato, foi um defensor desta prefeitura. E, se tem um cara que me ajudou como se fosse um secretário, que me ajudou muito na prefeitura, é o Léo Burguês”, disse Kalil em vídeo.

A manutenção da base do prefeito para o segundo mandato é mais uma vitória para Kalil, reeleito ontem com a maior vantagem entre as capitais de todo o país e o único eleito em primeiro turno entre as quatro maiores cidades do Sudeste. Afinal, apenas 17 vereadores se reelegeram, o que significa que a Câmara Municipal terá 58,5% de renovação. A partir de 2021, 24 novos parlamentares iniciarão os trabalhos na Câmara Municipal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade