Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Moradores protestam contra corte de árvores em Governador Valadares

Corte de ao menos 20 árvores na Avenida Engenheiro Roberto Lassance, no Bairro Vila Isa, gerou onda de protestos nas redes sociais


16/09/2020 15:13 - atualizado 16/09/2020 16:02

O corte das árvores começou neste ponto da Avenida Engenheiro Roberto Lassance, na Vila Isa(foto: Tim Filho)
O corte das árvores começou neste ponto da Avenida Engenheiro Roberto Lassance, na Vila Isa (foto: Tim Filho)
O corte de árvores na Avenida Engenheiro Roberto Lassance, no Bairro Vila Isa, em Governador Valadares, é o assunto do momento nas redes sociais entre os internautas da cidade. A maioria reclama do corte e faz duras críticas à prefeitura, acusando os gestores de praticarem crime ambiental. Alegam que a cidade registra altas temperaturas e a sombra das árvores ameniza o calor. Há quem defenda, mas a maioria condena a medida. Muitas fotos são postadas nas redes sociais, mostrando o antes e o depois da avenida.

O corte foi feito na semana passada, no canteiro central da avenida, entre a Rua Bezerra de Araújo e a Avenida Ibituruna. O empresário José Altino Machado é um dos mais insatisfeitos com os cortes. Ele sempre "compra briga" em defesa das árvores. Filho de família tradicional e pioneira em  Valadares, ele e outros líderes introduziram na cidade, nos anos 1960, centenas de mudas de Oiti, a árvore que predomina nas ruas, em número estimado de 180 mil pés. 

Antes do corte das árvores, esse era o cenário na Avenida Engenheiro Roberto Lassance(foto: Google Street View)
Antes do corte das árvores, esse era o cenário na Avenida Engenheiro Roberto Lassance (foto: Google Street View)
Zé Altino, como é conhecido, esteve na avenida onde aconteceram os cortes. “Homem que não tem fé, não gosta de criança, não gosta de cachorro e não gosta de árvores é melhor a gente se afastar dele”, disse, desolado. Ele afirmou que não vai desistir de continuar lutando por uma cidade verde.

Mas não foi só o corte das árvores que gerou insatisfações. O canteiro central da avenida avançou sobre uma passagem para a Rua Bezerra de Araújo e agora obriga os motoristas a irem até a Avenida Ibituruna para fazer o retorno. Um borracheiro que fica bem próximo da esquina da Rua Bezerra de Araújo com a Avenida Roberto Lassance parecia estar insatisfeito com tudo. Ele não quis se identificar. “Pra que falar meu nome? Isso não muda nada. A prefeitura faz o que ela quiser. Quem sou eu pra impedir? Se nem os grandes que reclamaram foram ouvidos, imagine eu, um simples borracheiro”, disse, indignado.

Maury Coelho de Paula é um dos grandes a quem o borracheiro fez referência. Ele é dono de uma grande loja de pneus para caminhões na Rua Bezerra de Araújo. Disse que a extensão do canteiro fechando a entrada para a rua onde está a sua loja vai obrigar os caminhões a fazerem várias manobras no fim da rua. “Caminhoneiro não gosta de fazer muitas manobras”, disse, preocupado com o acesso dos caminhões ao seu comércio. Disse que reclamou com a prefeitura e foi muito bem atendido. “Disseram que iam tocar a obra, avaliar possíveis problemas e resolver mais adiante”, disse. 

Área de lazer


O projeto da prefeitura para a avenida que teve as árvores cortadas é arrojado e prevê pista de corrida e caminhada(foto: Reprodução/Prefeitura GV)
O projeto da prefeitura para a avenida que teve as árvores cortadas é arrojado e prevê pista de corrida e caminhada (foto: Reprodução/Prefeitura GV)
Sobre o corte das árvores e intervenções na Avenida Engenheiro Roberto Lassance, a prefeitura explicou que está executando um projeto de revitalizaçãono local, cujo objetivo é criar para os moradores uma área de lazer, ciclofaixa, espaço pra caminhadas e outras melhorias. “Em princípio, esse seria um projeto sem corte de árvores, mas como notamos que muitas estavam em situação de risco, com tempo de vida comprometido e até prejudicando outras árvores ao redor, tivemos que optar pela mudança dessa vegetação para conseguirmos recuperar o paisagismo da avenida”, informou prefeitura em nota.

A prefeitura também informou que as equipes que trabalham na obra vão substituir as árvores doentes por novas mudas, com tamanho entre 2 e 3 metros de altura na fase adulta, criando espaços verdes de diferentes espécies e cores variadas. A nota informa que “vai ficar bonito, assim que a obra terminar, a população vai poder conferir isso de perto”.

A prefeitura informou que a Avenida Engenheiro Roberto Lassance terá ciclofaixa e novas árvores(foto: Reprodução/Prefeitura GV)
A prefeitura informou que a Avenida Engenheiro Roberto Lassance terá ciclofaixa e novas árvores (foto: Reprodução/Prefeitura GV)
O corte de árvores na cidade não está sendo feito de forma indiscriminada como muito afirmam, alega a prefeitura. “Foi feito um diagnóstico fitossanitário das árvores da região central de Governador Valadares. Tal diagnóstico indicou a necessidade de poda ou corte com substituição de árvores que apresentavam algum risco de queda. A Secretaria de Obras já plantou cerca de 20 mil mudas em Governador Valadares e vai plantar outras 10 mil mudas até o final deste ano. Canteiros como da Avenida Moacyr Paleta, Avenida JK, margens da BR-116 e diversas praças da cidade foram revitalizadas e já estão florindo.” 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade