Publicidade

Estado de Minas ACIDENTE EM 2019

Fisioterapeuta que atropelou ciclista em BH e fugiu estava embriagada, aponta inquérito; veja vídeo

Polícia Civil apresentou resultado do inquérito e indiciou a suspeita na manhã desta quarta (19); acidente aconteceu em setembro do ano passado


19/08/2020 12:19 - atualizado 19/08/2020 13:14


A fisioterapeuta suspeita de atropelar um ciclista e fugir sem prestar socorro em setembro de 2019 foi indiciada pela Polícia Civil por lesão corporal com pena agravada por evasão, embriaguez ao volante e fraude processual. O acidente aconteceu na Rua do Ouro, no Bairro da Serra, região Centro-Sul da capital.

As investigações da Polícia Civil mostraram que a mulher havia consumido álcool na madrugada anterior ao acidente em uma boate na região da Savassi. Em seguida, ela teria ido a uma loja de conveniências onde teria bebido mais ainda e, em um ato de descontrole, se feriu com uma garrafa de vidro. A apuração foi possível graças às imagens do circuito interno do estabelecimento. 

Os trabalhos periciais também constataram que a mulher conduzia o veículo a 61km/h, sendo que a velocidade máxima permitida na via é de 40km/h. No dia seguinte ao acidente, ela ainda teria levado o veículo para ser consertado em uma oficina, na tentativa de esconder o fato.
Imagens da câmera de segurança mostram momento do acidente(foto: Reprodução/Polícia Civil de Minas Gerais)
Imagens da câmera de segurança mostram momento do acidente (foto: Reprodução/Polícia Civil de Minas Gerais)


Além do indiciamento, a Polícia Civil fez uma representação solicitando ao poder judiciário a suspensão do direito de dirigir da condutora.

Relembre o caso


O acidente aconteceu em 14 de setembro de 2019. O ciclista, Gilbran da Costa, pedalava pela Rua do Ouro quando foi arremessado pelo carro da mulher. Ela fugiu sem prestar socorro.

A vítima foi socorrida por populares. A identificação da motorista, uma fisioterapeuta, também só foi possível porque uma pessoa que passava pelo local presenciou o ocorrido e anotou a placa do veículo.

Segundo a própria vítima, ele perdeu a consciência no momento da queda, sofreu escoriações pelo corpo e lesão no ombro. Ainda de acordo com ele, só não teve lesões mais sérias por estar usando equipamentos de segurança.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade