Publicidade

Estado de Minas

Especialistas divergem sobre uso de máscaras caseiras pela população

Em campanha digital que deve ser lançada nos próximos dias, Ministério da Saúde pretende mobilizar toda a população para fabricar suas próprias máscaras


postado em 03/04/2020 15:35 / atualizado em 04/04/2020 12:09

Publicação divulgada pelo ministério, inclusive dispôs de um material para ensinar a confeccionar o equipamento utilizando uma camisa no estilo %u201Cfaça você mesmo%u201D(foto: Ministério da Saúde/Divulgação)
Publicação divulgada pelo ministério, inclusive dispôs de um material para ensinar a confeccionar o equipamento utilizando uma camisa no estilo %u201Cfaça você mesmo%u201D (foto: Ministério da Saúde/Divulgação)
O Ministério da Saúde mudou a recomendação em relação ao uso de máscaras de proteção por pessoas que não apresentam sintomas do novo coronavírus.

Em campanha digital que deve ser lançada nos próximos dias, a pasta pretende mobilizar toda a população para fabricar as próprias máscaras de pano. No entanto, especialistas divergem com relação à eficácia da medida. 

A nova estratégia do governo divulgada pelo site do Ministério da Saúde afirma que a confecção das máscaras caseiras precisa apenas seguir algumas especificações. “Além de eficiente, é um equipamento simples, que não exige grande complexidade na sua produção e pode ser um grande aliado no combate à propagação do coronavírus no Brasil, protegendo você e outras pessoas ao seu redor”, diz um trecho.

A publicação, inclusive, dispôs um material para ensinar a confeccionar o equipamento no estilo “faça você mesmo”

Com o desabastecimento mundial que fez com que máscaras cirúrgicas desaparecessem das prateleiras, órgãos e especialistas orientavam, até então, que apenas profissionais da saúde ou pessoas sintomáticas fizessem o uso desses materiais. O Estado de Minas conversou com três especialistas a respeito dos principais pontos polêmicos da nova orientação.

Para a professora-adjunta do Departamento de Microbiologia da UFMG Jordana Coelho dos Reis, como já existem estudos que comprovam que pessoas que utilizam máscaras cirúrgicas disseminam menos o vírus, em um contexto de calamidade como o atual, o uso de máscaras caseiras vem a ser uma alternativa recomendável. “Os estudos são baseados em máscaras cirúrgicas; as máscaras caseiras são alternativas e vão ter sobrevida menor principalmente se não forem usadas adequadamente”, defende.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda o uso de máscaras para pessoas saudáveis por considerar a medida desnecessária. Nesse quesito, os especialistas têm opiniões divergentes. Tendo em vista que a COVID-19 pode não se manifestar em pacientes infectados, o uso da proteção poderia controlar a disseminação do vírus por pessoas que sequer sabem que estão com a doença, como alerta Jordana.

“As pessoas assintomáticas podem estar infectadas, é o que chamamos de teoria do iceberg. A gente só vê a ponta da infecção, mas temos muitos casos subnotificação e as microgotículas de saliva e contaminantes podem ser propagadas mesmo por pessoas assintomáticas, por isso o uso da máscara é importante.”

Há um consenso entre os especialistas entrevistados pelo EM, com relação ao uso de quaisquer tipos de máscaras – sejam elas caseiras ou não. Para os especialistas, a utilização desse equipamento pela população deve ser uma medida secundária.

As recomendações principais para se prevenir da infecção pelo novo coronavírus continuam sendo o isolamento social e a higienização das mãos, como explica o infectologista e professor da UFMG Mateus Westin. 

"Quando as pessoas estão de máscara, elas podem relaxar com relação às outras medidas de prevenção. Elas podem conversar mais próximas umas das outras, encostar mais umas nas outras, levar mais a mão no rosto sem fazer a higienização adequada e inclusive levar mais as mãos ao rosto para ajustar a máscara, porque a máscara sai do lugar, esquenta, dificulta a respiração e muitas vezes esses fatores podem gerar a confusão no potencial benefício do uso da máscara”, pondera Westin.

Jordana também destaca que a higienização das mãos é fundamental. “Mesmo com a máscara, se a pessoa colocar a mão no rosto ela pode ser infectada. A mão é o principal veículo para trazer o coronavírus para dentro do nosso organismo.”
 
Já a microbiologista Viviane Alves, também da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pontua que, além da falsa sensação de segurança que a máscara pode proporcionar, a utilização do equipamento caseiro feito de pano exige cuidados específicos com relação à lavagem, ao tempo de uso e utilização. 

“Deve haver ações educativas voltadas para os mais vulneráveis, para que eles compreendam que a máscara não os protege, e sim, minimiza o risco, e que outras medidas de prevenção são obrigatórias”, alerta. Para ela, entre as opções de máscaras caseiras, a mais recomendada por ter sido cientificamente testada é a confeccionada com toalha de papel, que deve ser descartada e não reutilizada, como as de pano.

Outro fato apontado por Viviane seria o tamanho das partículas contaminantes do vírus que poderiam penetrar certos tipos de tecido, contaminando a propia pessoa que está usando.

Outro consenso entre os especialistas é que o uso de máscaras não impede a contaminação de pessoas saudáveis, e sim, dificulta a propagação do vírus por pessoas doentes.

“Não existem evidências conclusivas de que usar máscara na população em geral ajude a combater a transmissão da epidemia e a propagação do vírus no contexto acadêmico. Mas existe essa plausibilidade de que, como a infecção pelo coronavírus vem sendo transmitida por pessoas sem sintomas ou com poucos sintomas, a estratégia de que todos devem usar máscaras impede que, através da fala, tosse e espirro a pessoa fique disseminando partículas respiratórias contendo vírus no ambiente. Ainda assim, existem todos esses fatores que podem se contrapor a esse potencial benefício. Então, o fato é que é uma medida polêmica do ponto de vista científico.
 
* Estagiária sob a supervisão da editora Teresa Caram 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade