Publicidade

Estado de Minas

E mais


postado em 23/02/2020 04:00 / atualizado em 22/02/2020 19:55

MORTE NA PRAÇA DA ESTAÇÃO

A morte de um jovem pode ter sido a primeira relacionada ao carnaval de Belo Horizonte. Davi Carlos Costa Rodrigues, de 21 anos, estava na Praça da Estação, no Hipercentro da capital, na madrugada de ontem, quando começou a passar mal. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele recebeu os primeiros socorros por volta das 2h20, com parada cardiorrespiratória, no posto de atendimento avançado montado na praça. Em seguida, foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Odilon Behrens, onde morreu às 4h10. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal, para perícia e reconhecimento pelos familiares.

ASSASSINADO A ENXADADAS

Depois de deixar a prisão por apenas duas semanas, um homem de 37 anos é suspeito de ter matado o próprio tio a enxadadas e facadas por causa de uma máquina de cortar cabelo. O crime ocorreu na Rua Professor Clovis de Faria, no Bairro Santa Amélia, na noite de sexta-feira. Guilherme Andrade de Abreu deixou a prisão e foi morar com a mãe, o tio e um sobrinho. Na sexta-feira, ele discutiu com o irmão da sua mãe, Eduardo Pereira de Abreu, de 58, por causa do uso de uma máquina de barbear usada para cortar cabelo. De acordo com a versão dada pelo primo dele que também morava no imóvel, o homem pegou uma enxada e golpeou a cabeça do tio. Depois que a vítima caiu no solo, o ex-presidiário pegou uma faca e desferiu golpes contra a vítima. De acordo com a polícia, o homem levou duas facadas nas costas, uma na mão esquerda, que sugere que tentou se defender dos golpes, e outra no ombro esquerdo. A mãe do agressor disse que não viu o crime, mas que percebeu quando o filho saiu correndo para fora do imóvel.


Publicidade