Publicidade

Estado de Minas

Linha com cerol mata motociclista de 25 anos na MG-010

Rapaz estava com a companheira na garupa quando teve o pescoço cortado. A mulher precisou ser levada a um hospital. Responsável pela linha não foi encontrado


postado em 22/12/2019 21:17

Local onde motociclista foi atingido pela linha(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Local onde motociclista foi atingido pela linha (foto: Reprodução da internet/Google Maps)


Um motociclista de 25 anos morreu vítima de uma linha com cerol na tarde deste domingo na MG-010, no Bairro Jaqueline, Região Norte de Belo Horizonte. A companheira dele, que estava na garupa, ficou ferida. O responsável pela linha cortante não foi encontrado. 

Segundo a Polícia Militar (PM), pouco antes das 17h, o casal seguia em uma Honda CG 125 pela rodovia. Gustavo Queirós Pena pilotava o veículo e, ao passar pelo km 14, teve o pescoço cortado por uma linha semelhante à chilena

A morte do rapaz foi confirmada por uma equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele sofreu um corte profundo. Já a jovem que o acompanhava, que tem 26 anos, sofreu escoriações e foi levada ao Hospital Risoleta Neves, em Venda Nova. 

A perícia da Polícia Civil atuou no local e o corpo foi liberado para o Instituto Médico Legal (IML). 

Segundo dados da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), de janeiro a julho, 23 pessoas foram atendidas no Hospital João XXIII por ferimentos com linha chilena, uma das mais perigosas. 

O uso das linhas cortantes é proibido por lei estadual em Minas Gerais desde 2002. Uma lei federal de 1990 também define a venda ou exposição de linhas como o cerol como crime, prevendo multa e detenção de dois a cinco anos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade