Publicidade

Estado de Minas

PBH faz proposta de 7,2% de reajuste salarial a servidores; categorias avaliam

Caso seja aceito, o aumento será concedido em duas vezes, sendo 3,78% a partir de janeiro de 2020, e em dezembro de 2020, outros 3,30%. Sindicatos dos servidores ainda vão avaliar a proposta da administração municipal


postado em 22/11/2019 16:42 / atualizado em 22/11/2019 16:53

Categorias ainda avaliam se vão aceitar ou não a proposta(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Categorias ainda avaliam se vão aceitar ou não a proposta (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)

Os sindicatos e entidades que representam os servidores municipais já avaliam a proposta de reajuste salarial feita pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). A administração municipal propôs aumento de 7,2% para funcionalismo, incluindo aposentados e pensionistas. Atualmente, 64,3 mil servidores, sendo 45.209 ativos e 19.143 aposentados e pensionistas, fazem parte do quadro de funcionários. A proposta foi feita em reunião realizada nesta sexta-feira.

De acordo com a PBH, o índice representa a recomposição da inflação acumulada no período 2017/2020. “Caso seja aceito, o aumento será concedido em duas vezes, sendo 3,78% a partir de janeiro de 2020, referente à inflação de 2019, e, em dezembro de 2020, outros 3,30%, relativos à inflação até a data da concessão, resultando no acumulado de 7,2%. O impacto financeiro dos reajustes no ano que vem será de R$ 172,8 milhões”, informou a administração municipal.

“Com mais esse reajuste, encerraremos o período 2017 a 2020 concedendo aumentos ao funcionalismo que cobrem a perda inflacionária desses quatro anos, e, no acumulado, representarão 12,59%”, explicou o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, André Reis.

Sindicatos avaliam


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), que representa grande parte do funcionalismo municipal, informou que uma assembleia foi marcada para a próxima quinta-feira para avaliar a proposta. “Vamos ter uma reunião da diretoria para uma análise inicial. Convocamos uma assembleia na quinta-feira, na Praça da Estação, para deliberar se aceita ou rejeita a proposta”, disse Israel Arimar, presidente do Sindibel.

Israel já adiantou que ainda não tiveram respostas de algumas reivindicações pontuais de cada categoria e aguardam um posicionamento da PBH. Sinalizou positivamente para o aumento aos aposentados.

Já o Sindicato dos Trabalhadores da Educação Rede Pública Municipal de BH (Sind-Rede) já avaliam a proposta nesta sexta-feira em assembleia realizada na Praça da Estação. A categoria está em greve desde o início do mês.


Publicidade