Publicidade

Estado de Minas REALITY

Mineira finalista do The Voice Brasil: conheça a história de Lúcia Muniz

Artista teen de Montes Claros disputa a final do programa The Voice Brasil. Ligada ao time Lulu Santos, Lúcia Muniz tem um caso de amor com a música desde os 5 anos


postado em 02/10/2019 22:23 / atualizado em 03/10/2019 17:17

Lúcia Muniz terá três concorrentes na decisão desta noite: ela já traça planos para seguir carreira artística no Rio de Janeiro(foto: Arquivo pessoal/divulgação)
Lúcia Muniz terá três concorrentes na decisão desta noite: ela já traça planos para seguir carreira artística no Rio de Janeiro (foto: Arquivo pessoal/divulgação)


Minas está na final do The Voice Brasil, que será decidida na noite desta quinta-feira (3). A representante mineira na disputa final da oitava temporada do programa é a estudante Lúcia Muniz, de 16 anos, de Montes Claros, no Norte de Minas. Na semifinal, na terça-feira, ela superou outra mineira, Pollyana Caires, de Espinosa, na mesma região do estado.

Representante do time de Lulu Santos, Lúcia Muniz enfrenta na última etapa Willian Kessley, de Goiânia, da equipe de Ivete Sangalo; Ana Ruth, natural de Juazeiro do Norte (CE), sob orientação de Iza; e Tony Gordon, de São Paulo, que tem como técnico o cantor Michel Teló. No ano passado, ela foi desclassificada na fase de batalhas do The Voice Kids.

Em Montes Claros, cidade de 404 mil habitantes, a chegada da jovem cantora à final da disputa desperta não somente a torcida dos conterrâneos, mas o sentimento de valorização dos talentos surgidos fora dos grandes centros. “O fato de ela ter chegado à final do The voice Brasil serve para mostrar que Montes Claros não é somente a cidade da carne de sol, mas também uma cidade que tem muitos talentos a serem reconhecidos, na arte e na música”, afirma Sandra Soares, diretora do Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernândez, sediado na cidade-polo, que conta com cerca de 4 mil alunos, e tem um anexo na vizinha Bocaiuva.

Na semifinal, Lúcia Muniz foi a terceira a ser escolhida para a decisão, após cantar Crawling, da banda de rock americana Linkin Park. Ela recebeu 20 pontos de Lulu Santos e ainda foi a favorita do público (57,18%) na batalha contra Pollyana Caires, totalizando 77,18%. De acordo com a produção do programa, juntas, as duas semifinalistas mineiras receberam mais de 1 milhão de votos pela internet. A escolha do campeão ou campeã do The voice na noite desta quinta, com início previsto às 22h28, também será por meio de votação popular.

Parentes e amigos de Lúcia Muniz se reuniram em frente à televisão em Montes Claros, na noite de terça-feira, para acompanhar a apresentação da jovem cantora no concurso nacional. “Foi muito emocionante. Chorei muito de emoção na hora em que ela se classificou para a final”, afirmou a agente administrativa Clarice Neves, que é muito amiga da família de Lucia Muniz e disse que a acompanha “desde que ela nasceu”.

A finalista mineira, que alcançou mais de 124 mil seguidores em seu perfil oficial no Instagram, canta desde os 5 anos, fazendo as primeiras apresentações na escola onde estudava. Em mensagem enviada a uma amiga, o pai de Lúcia, o médico e artista plástico Carlos Muniz, que acompanha a filha no Rio de Janeiro, lembrou que sempre a incentivou a cantar. Também recordou que apoiou a gravação de um CD com 10 músicas cover, que foi entregue aos convidados do aniversário da festa de 15 anos da adolescente, que cantou na comemoração. Ele adiantou que, após a final do The voice, independentemente do resultado, Lúcia vai morar no Rio, onde seguirá carreira artística.

Na formatura do ensino fundamental, no Colégio Solido, de Montes Claros, há quase dois anos, Lúcia Muniz ganhou muitos aplausos ao interpretar uma música da cantora inglesa Adele. “Foi muito emocionante”, recorda Charles Rodrigues Pereira, diretor do estabelecimento. Atualmente, a jovem cursa o segundo ano do ensino médio em outro colégio particular da cidade, o Indyu.

DOM Professora de canto que trabalhou por um período com a preparação musical da jovem em Montes Claros, Simone Santana exalta as qualidades da ex-aluna. “A Lúcia conta com um diferencial. Ela tem um dom nato, nasceu para subir no palco e olhar forte para o público”.

“Apesar da pouca idade, a Lúcia sempre demonstrou muita dedicação às técnicas e aos exercícios vocais, além de cuidar da boa alimentação”, afirma, admitindo, no entanto, que, em alguns momentos, teve de “brigar” com a ex-aluna por causa da insistência dela em comer chocolate, iogurte e outros alimentos muito consumidos pelos adolescentes, mas que são considerados prejudiciais à voz.

Simone Santana disse ainda que aposta alto na chance da ex-aluna na final do The Voice. “O meu sentimento é de gratidão a Deus e do dever cumprido. Estou muito confiante na Lúcia por causa da dedicação, do talento e da potência de voz que ela tem”, afirma a professora de canto.


Publicidade