Publicidade

Estado de Minas NOVO CANGAÇO

Mais confrontos e a 9ª morte


postado em 29/09/2019 04:00

Em um novo confronto com a polícia, foi morto, na manhã de ontem, mais um integrante da quadrilha que se preparava para ataques a carros-fortes e caixas eletrônicos no Norte de Minas. O tiroteio foi o terceiro entre as forças de segurança e os criminosos, desde que a quadrilha começou a ser desarticulada, na quarta-feira. Nove bandidos morreram nos três confrontos e intensas buscas persistem no Norte de Minas, onde dois fugitivos continuam sendo procurados no meio do mato.

De acordo com fonte ouvida pelo Estado de Minas, foi morto ontem Edson Santos Queiroz, de 35 anos, apontado como o chefe da quadrilha, que, segundo a polícia, é ligada a uma perigosa facção criminosa de Salvador. Edson Queiroz era procurado na Bahia, onde tinha mandado prisão em aberto, condenado por vários crimes. Ele teria trocado tiros com policiais ao ser abordado no meio do mato e terminou morrendo na ação.

A “caçada” ao bando começou na quarta-feira, quando seis bandidos foram mortos durante troca de tiros e outros quatro fugiram. De acordo com a polícia, a quadrilha estava em uma casa em um sítio na zona rural de Padre Carvalho, transformado em um “QG” do bando, que concentrou no local armamento pesado e mais de 300 quilos de explosivos, com “inovação” de explosivos com ímã, para facilitar a detonação de carros-fortes em rapidamente.

O sítio seria de propriedade de José Mendes de Sá, de 36, ex-candidato a vereador em Padre Carvalho, também morto na ação policial. Na madrugada de sexta-feira, dois criminosos morreram em troca de tiros com a PM, durante fuga.


Publicidade