Publicidade

Estado de Minas

Vídeo atribuído a dono de pousada morto em tragédia de Brumadinho é de jornalista, que esclarece 'fake news'

Sérgio Crusino foi apontado como sendo Márcio Mascarenhas, dono da Pousada Nova Estância, destruída pela onda de lama decorrente do rompimento da barragem da Vale


postado em 03/02/2019 12:33

Jornalista e publicitário Sérgio Cursino foi apontado como vítima de tragédia em Brumadinho(foto: Reprodução/Youtube)
Jornalista e publicitário Sérgio Cursino foi apontado como vítima de tragédia em Brumadinho (foto: Reprodução/Youtube)
É ‘fake news’! O vídeo atribuído a Márcio Mascarenhas, vítima da tragédia com o rompimento da barragem da Mina I do Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho, na Grande BH, é, na verdade, de outra pessoa.

A gravação do jornalista e publicitário Sérgio Cursino, intitulada ‘A Gente Vai Embora’ foi espalhado nas redes sociais como um pressentimento de Márcio, dono da Pousada Nova Estância, destruída pela onda de lama de rejeitos da barragem.



Além de Márcio, a Defesa Civil também encontrou o corpo do filho e da mulher do empresário. A Pousada Nova Estância ficava em  uma área de mata perto da mineradora, e visitantes, funcionários e proprietários foram mortos na tragédia.

Desde que a ‘notícia falsa’ se espalhou pela internet, Cursino recebeu inúmeras ligações de familiares e amigos preocupados. “Sou o morto mais saudável do Brasil! E vivo”, publicou em comunicado em seu perfil oficial no Instagram.

“Eu lamento profundamente a confusão. Nunca tive pousada alguma, muito menos em Brumadinho, e estou mais vivo que nunca refletindo exatamente sobre o texto que suscitou toda esta comoção nacional. Não sabia que era tão querido”, acrescentou.

Até o momento, as autoridades contabilizaram 121 mortos, 226 pessoas desaparecidas e, neste domingo, o governo do estado informou que o número de identificados subiu de 99 para 107.

Confira abaixo o vídeo que gerou a 'confusão' de internautas:


Publicidade