Publicidade

Estado de Minas

Começa na segunda-feira o recadastramento dos expositores da feira da Afonso Pensa

O recadastramento seguirá escala por faixa etária e deve ser realizado até 12 de setembro próximo. feirantes estão sendo convocados para o licenciamento referente a 2018


postado em 02/08/2018 22:48

Recadastramento não mais será por setores, como ocorreu em 2016(foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)
Recadastramento não mais será por setores, como ocorreu em 2016 (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)
O recadastramento dos expositores da Feira de Artes, Artesanato e Produtores de Variedades de Belo Horizonte, da Avenida Afonso Pena, começa a partir desta segunda-feira (6), pela Coordenadoria de Atendimento Regional Centro-Sul. Os 1.993 expositores da Feira da Afonso Pena devem renovar o Documento de Licenciamento Anual/Exercício 2018, até 12 de setembro próximo, ou estarão sujeito à fiscalização.

“O recadastramento deste ano traz mudanças em relação ao último, que foi realizado em 2016 e prorrogado por mais um ano. A começar pela escala, que anteriormente era feita por setor e, neste ano, será feita por idade”, explicou a gerente regional de Execução de Feiras Centro-Sul, Rosana Maria Nogueira Manso Messeder. Os expositores com idade acima dos 80 anos serão os primeiros a se recadastrar, seguidos pelos feirantes que têm entre 70 e 79 anos. Somente estes dois grupos totalizam mais de 400 expositores.

“No domingo, dia 29 de julho, os feirantes já começaram a receber a convocação para o recadastramento. Esta prioridade para atendimento aos idosos mostra que, além de reconhecimento e valorização, a Prefeitura de Belo Horizonte quer fortalecer o vínculo com os feirantes. O foco está voltado para o expositor, sua história na feira, independente do setor que esteja hoje”, afirma Rosana Messeder.

Na credencial do expositor, que agora será permanente, constarão por escrito dados como: nome, CPF, número de inscrição e nome da feira. As demais informações como setor, produtos autorizados e preposto estarão codificadas (QR Code). Dessa forma, quando for alterado qualquer dado referente ao expositor, por exemplo, inclusão, troca ou exclusão de preposto a informação migrará automaticamente para credencial do expositor.

Documentações antes exigidas, tais como cópias de identidade, CPF, comprovantes de endereço residencial e de produção e foto do preposto não serão mais necessárias. A foto que constará na credencial é a do expositor e será tirada no ato do recadastramento e digitalizada na credencial, assim não é necessário levar foto.

O recadastramento dos feirantes será feito no térreo do prédio onde funciona a Gerência de Feiras, na Avenida Augusto de Lima, 30, Centro. Segundo Rosana Messeder, para evitar filas na recepção do prédio, os feirantes terão uma entrada exclusiva, sem catracas. “A Gerência Regional de Feiras Permanentes Centro-Sul terá uma equipe de aproximadamente 20 funcionários para efetuar o recadastramento, que deve durar, em média, 20 minutos para cada expositor”, explica a gerente.

Recadastramento por faixa etária e data 

A partir dos 80 anos: dias 6 e 7 de agosto
- De 70 a 79 anos: dias 8, 9 e 13 de agosto
- De 60 a 69 anos: dias 14, 16, 20, 21, 22, 23 e 27 de agosto
- De 50 a 59 anos: dias 28, 29 e 30 de agosto; dias 3, 4, 5 e 6 de setembro
- De 18 a 49 anos: dias 10, 11 e 12 de setembro 

Documentos necessários

- Original da credencial atual
- Original ou cópia do comprovante de pagamento do preço público integral ou da última parcela devida do direito de uso público na feira (exercício 2018)
- Original ou cópia do comprovante de pagamento das parcelas devidas de exercícios anteriores a 2018 ou de multas relativas ao direito de uso público na feira
- Ou a Certidão Negativa de Débitos (CND) que substitui os comprovantes de pagamento. Para obtê-la, o feirante deve acessar o site cndonline.siatu.pbh.gov.br/CNDOnline

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade