Publicidade

Estado de Minas

Polícia encontra maconha em carro de vereador de Contagem

Procurado pela reportagem, vereador Daniel do Irineu (PP) disse que a droga era do seu amigo, Flávio Henrique Augusto Santiago, e que ''não tem nada contra'' com quem é usuário


postado em 13/07/2018 14:52 / atualizado em 13/07/2018 15:22

"A droga pertencia ao meu amigo e eu não sabia que ela estava no carro. Eu não sou usuário", afirmou o vereador (foto: Reprodução/Facebook)
Um vereador de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e um amigo dele, ambos de 24 anos, foram detidos durante uma blitz na noite desta quinta-feira no Bairro Eldorado. O veículo deles estava com a documentação irregular e, além disso, os policiais encontraram maconha no carro.

A abordagem dos militares do 39º Batalhão foi na Avenida José Faria da Rocha, por volta das 20h30. Segundo a Polícia Militar (PM), o vereador Daniel Pereira Fonseca Silva, conhecido como Daniel do Irineu (PP), e Flávio Henrique Augusto Santiago estavam em um Ford Ecosport branco. Consta no boletim de ocorrência que ao consultar a documentação do veículo, foi constatado que ele não está licenciado de acordo com as normas vigentes e, por isso, seria rebocado.

Ainda durante a abordagem, os policiais sentiram um forte cheio de maconha. Ao vistoriar o carro com Flávio, que era quem estava na direção, segundo a PM, foi encontrado no painel um cigarro de maconha ainda aceso. A PM diz que o motorista assumiu que o cigarro era dele. Ainda conforme o boletim de ocorrência, ao fazer buscas na mochila do vereador do Daniel, foi encontrada uma porção da mesma droga. Eles foram detidos e levados à Delegacia de Plantão de Contagem.
 
Em conversa com a reportagem, o vereador confirmou a versão da PM. "A droga pertencia ao meu amigo e eu não sabia que ela estava no carro. Eu não sou usuário", afirmou. O político também explicou que "não tem nada contra" com quem usa entorpecentes, desde que a pessoa assuma as consequências. 
 
Perguntado sobre a influência do fato no futuro de sua carreira política, o vereador Daniel do Irineu disse não temer efeitos negativos. "Vou continuar trabalhando muito e acredito que a população vai reconhecer nosso trabalho", disse. Sobre a situação irregular do veículo, ele disse que aguarda a chegada da documentação, que já foi solicitada junto ao órgão competente. 
 
Indagado também sobre a Lei Anti Drogas, Daniel disse não ter uma opinião formada sobre o assunto e que precisaria ler mais sobre a legislação para se posicionar. 
 
A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou, nesta sexta-feira, que os dois homens foram autuados pelo delito de porte de droga para consumo próprio, como determina a Lei Anti Drogas. Foi realizado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e os dois responderão no Juizado Especial em uma audiência que já foi atendada. Ambos foram ouvidos e liberados.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade