Publicidade

Estado de Minas

Temporal atinge BH, vias são fechadas e córregos ameaçam transbordar

Um alerta já foi feito pelo órgão para a possibilidade de 30 a 50 milímetros até a manhã de sexta-feira


postado em 22/03/2018 14:43 / atualizado em 22/03/2018 20:21

Nuvens carregadas cobrem o céu da capital mineira nesta quinta-feira(foto: Benny Cohen/EM/D.APRess)
Nuvens carregadas cobrem o céu da capital mineira nesta quinta-feira (foto: Benny Cohen/EM/D.APRess)

O temporal previsto para Belo Horizonte atingiu vários pontos da cidade na tarde desta quinta-feira. Em pouco tempo, o nível da água subiu rapidamente em vários córregos das regiões de Venda Nova, Nordeste e Pampulha. Por isso, a Defesa Civil emitiu alerta para que algumas vias sejam evitadas pela população. Algumas vias tiveram que ser fechadas, como a MG-020, no Bairro Ribeiro de Abreu, e a Avenida Vilarinho. Um prédio foi inundado e um muro destruído. Não há informações de vítimas.  O Corpo de Bombeiros colocou uma viatura de prontidão na Avenida Cristiano Machado para fazer a prevenção em relação a inundações.

Em algumas regiões, choveu 49,6 milímetros em um intervalo de uma hora e meia. Um alerta já foi feito pelo órgão para a possibilidade de chuva forte até a manhã de sexta-feira.



A chuva começou por volta das 14h30 em Venda Nova e provocou o risco de transbordamentos de todos os córregos da região. Aos poucos, foi passando para outros pontos da cidade. A Pampulha também recebeu um grande volume de água. Em seguida, foi a vez da Região Nordeste. Em todas essas áreas, a Defesa Civil recomendou atenção aos moradores. 

O grande volume de água provocou o risco de transbordamento de 12 córregos de Venda Nova. São eles:  Brejo do Quaresma, do Bezerra, Lagoinha, da Avenida Abolição, da Av. “C”,  Joaquim Pereira ou da Avenida Liege, Floresta, Lagoa do Mota e Jaqueline, Capão (Avenida Navegantes), Piratininga e Ribeirão Vermelho. De acordo com a BHTrans, a água empoçou na Avenida Vilarinho próximo a Estação Candelária. Agentes fizeram o fechamento da pista por 15 minutos. O trânsito foi desviado. Não houve vítimas.

Em Venda Nova, a força da água derrubou um muro entre dois condomínios. De acordo com o síndico de um dos conjuntos, o seguro já foi acionado para sanar os dados. O telhado também foi danificado. Moradores gravaram o momento em que a água derrubou a estrutura. A água barrenta desce com toda força para o prédio vizinho.


A situação também é a mesma na Região da Pampulha. Há risco de transbordamento de oito córregos da região. Segundo a Defesa Civil, a água sobe rapidamente nos córregos Ressaca, Flor D’água,Ressaca e dos Coqueiros, Sarandi, Ribeirão Pampulha, Córrego Suzana e Córrego da Avenida Bueno Siqueira. Devem ser evitadas a Avenida Atlântida e ruas adjacentes,  Rua Jacques de Morais, Avenida Heráclito Mourão Miranda no cruzamento com Rua Tocantins, Avenida Professor Clóvis Salgado e ruas adjacentes, Avenida Sebastião de Brito e ruas adjacentes.

Estacionamento de prédio ficou inundado em Venda Nova(foto: WhatsApp/Reprodução)
Estacionamento de prédio ficou inundado em Venda Nova (foto: WhatsApp/Reprodução)


O alerta foi passado para a Região Nordeste por volta das 15h15. Rapidamente houve o aumento significativo dos córregos Gorduras, Cachoeirinha e do Onça.  Na região Nordeste, A MG-020, localizada entre Belo Horizonte e Santa Luzia, foi fechada em frente ao Bairro Ribeiro de Abreu devido a um alagamento. Por causa disso, o congestionamento na região atingiu aproximadamente quatro quilômetros.

As ruas Antônio Ribeiro de Abreu e São Lucas Tadeu ficaram com trechos alagados devido a enchente do Córrego do Onça, também no Bairro Ribeiro de Abreu.

Ribeirão das Neves

 

Alunos da Escola Municipal Zelita Francisca da Silva, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, tiveram que deixar as salas de aula correndo na tarde desta quinta-feira, após a instituição ser invadida pela água da chuva. Segundo funcionários do colégio, salas e corredores ficaram completamente inundados. Ninguém se feriu no incidente e, por prevenção, as crianças foram levadas para o segundo andar do prédio.

Previsão

 

O temporal já estava previsto. Na quarta-feira, a Defesa Civil emitiu um alerta preventivo para um grande volume de chuva até esta sexta-feira. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê chuva isolada nesta quinta-feira, acompanhada de raios e trovoadas.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade