Publicidade

Estado de Minas

Praça Sete recebe programação especial em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Estão previstos atos, palestras, movimentações políticas e culturais durante toda tarde desta quinta-feira


postado em 08/03/2018 14:11 / atualizado em 08/03/2018 17:27

O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta quinta-feira, marca uma data em que as mulheres unem forças e organizam ações para dar voz à luta pela equidade de gênero. Nesta quinta-feira, a Praça Sete de Setembro, mais conhecida como Praça Sete, localizada no Centro da capital mineira, será palco de diversas atividades para celebrar a data.

A programação inclui palestras, intervenções culturais, debates, aulas de dança e muito mais. O evento, organizado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, é aberta também ao público LGBT e a participação é gratuita.

Segundo o Sinpro Minas, o destaque da comemoração acontece às 16h, com a presença da presidente do sindicato Valéria Morato para abrir o Fórum Estadual das Mulheres Trabalhadoras das Centrais Sindicais.

Confira a programação completa:

Oficina de Turbante (ao longo do evento)

13h30 a 14h10
- Rede Feminista Nacional de Saúde, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos: defesa dos Direitos sexuais e reprodutivos no contexto capitalista.

14h10 a 14h20
- "Mãe de pessoa com deficiência sim, mas mulher também: como cuidar sem esquecer de si." – Associação Mães que Informam (AMI)

14h20 a 14h40
- Mulheres e Violência Institucional – Conselho Regional de Psicologia (CRP)

14h40 a 15h15
- Roda de Conversa: “Mulheres na Política: reinventar a democracia”, com a representante da #PartidA MG e professora da UFMG, Marlise Matos.

15h15 a 15h20
- Visibilidade Feminina – Fala sobre visibilidade/invisibilidade das mulheres e suas pautas, sobre a necessidade de ocuparmos mais cargos de liderança e termos maior participação nas tomadas de decisões que afetam a vida de todos

15h20 a 15h50
- “Às mulheres, todos os Direitos. Nenhum a menos” – conversar sobre os direitos das mulheres na perspectiva das mulheres negras, ciganas, indígenas, quilombolas, jovens, cis, trans, bissexuais, lésbicas, adolescentes, deficientes, idosas e de assentamentos, conforme a estrutura das Subsecretarias da SEDPAC.

15h50 a 16h
- Fórum Estadual das Mulheres Trabalhadoras das Centrais Sindicais

16h a 16h10
- Conselho de Igualdade Racial Mulheres Negras, Indígenas e Ciganas

16h10 a 16h40
- “O aumento da Violência com as Mulheres Negras”: Ayana Amorim
- “Ataque as religiões de matriz africana, que traz um grande sofrimento para as mães de santo e demais praticantes das religiões”: Makota Celinha

16h40 a17h
Frente de apoio ao Movimento de Humanização do Parto e Nascimento – Movimento BH pelo Parto Normal

17h a 17h30
- Política de Prevenção à Criminalidade: Programas Mediação de Conflitos e Fica Vivo! - Aulão aberto de funk e empoderamento feminino

- Roda de conversa – “Mulher e periferia”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade