Publicidade

Estado de Minas

Dupla rouba van, faz empresário refém e é presa em Contagem

Um dos detidos estava foragido da Justiça e outro tem passagens por tráfico de drogas e receptação. Veículo seria usado para roubar carga de R$500 mil


postado em 22/08/2017 10:28 / atualizado em 22/08/2017 12:53

Dois homens, sendo um foragido da Justiça, foram presos nesta manhã no Bairro Jardim Laguna em Contagem, na Grande BH, após roubarem uma van Sprinter e manterem o motorista do veículo como refém. Uma arma de fogo também foi apreendida. O veículo, segundo os suspeitos, seria usado para o roubo de uma carga de cerca de R$ 500 mil na Grande BH.

De acordo com as informações do Tenente Walter Teodoro, do 18º Batalhão da Polícia Militar, o empresário e dono da Sprinter, de 41 anos, estava na Rua Bragança deixando funcionários em uma empresa de locação de vans, quando foi abordado pela dupla com uma arma de fogo. 

O empresário foi rendido e colocado na parte de trás da van. Ainda conforme relato do militar, o homem foi feito refém por cerca de 20 minutos, até o Bairro Chácaras Santa Terezinha, também em Contagem, onde o veículo foi visto por uma viatura em uma estrada de terra que dá acesso à BR-040. 

Ainda segundo informações do Tenente Walter, no local a dupla foi presa e a vítima foi libertada. Foi constatado pela Polícia Militar, que Vagner Pires Santana, de 25 anos, estava foragido da Justiça. O homem cumpria pena por roubo a mão armada em regime aberto no presídio José Maria Alckimin em Ribeirão das Neves, na Grande BH. De acordo com a corporação, em uma das saídas do sistema penitenciário autorizadas pela Justiça, o homem não retornou. 

O comparsa de Vagner, Gilvan de Souza, de 35 anos, tem histórico criminal por tráfico de drogas e receptação. Com a dupla, os militares apreenderam uma arma de fogo de calibre 38 e seis munições.

O empresário de 41 anos, que não quis ser identificado, informou que os suspeitos disseram que a van seria usada para “roubar uma carga de R$ 500 mil” e que no período da noite ele teria o veículo de volta. Ainda conforme a vítima, durante o tempo em que ficou como refém na parte de trás de van, os homens pediram para ele não olhar para frente, e permanecer com a cabeça baixa. 

Durante o trajeto até o Bairro Chácaras Santa Terezinha, o empresário disse ter sido ameaçado de morte pela dupla. “Eles me perguntaram se a van tinha aparelho rastreador e eu disse que não, e aí eles disseram que se o carro parasse eu iria ser queimado ali mesmo.”

O carro foi recuperado e a vítima não sofreu nenhum ferimento. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade