Publicidade

Estado de Minas

Jornalista é condenado a 20 anos por matar mulher em igreja de Ituiutaba

Crime ocorreu em outubro de 2016. Homem foi sentenciado por homicídio triplamente qualificado e feminicídio


postado em 17/08/2017 11:47 / atualizado em 17/08/2017 12:46

(foto: Reprodução/ Facebook )
(foto: Reprodução/ Facebook )
A Justiça de Minas Gerais condenou nesta quarta-feira, 16, o jornalista Marcos Ferreira da Silva a 20 anos de prisão pela morte da empresária Simone Marca, 30.

Ela foi assassinada a facadas durante missa na catedral de São José, em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, em outubro do ano passado. O júri condenou Silva por homicídio triplamente qualificado e feminicídio. A defesa vai recorrer da decisão.

Na época, em áudio encaminhado à polícia, Silva confessou o crime. Antes, Simone Marca havia relatado a amigas e postado nas redes sociais que vinha sendo ameaçada pelo réu - que não aceitava a separação do casal após seis anos de relacionamento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade