Publicidade

Estado de Minas

Jovem dorme em loja de eletrodomésticos de shopping de BH para tentar furtar celulares

Suspeito foi preso pela manhã. A Polícia Militar chegou até ele e mais quatro comparsas, que seriam de Brasília, depois que os funcionários do estabelecimento desconfiaram do homem, que tinha uma mochila nas costas


postado em 06/03/2016 15:35 / atualizado em 06/03/2016 18:20

Um dos suspeitos, que despertou a desconfiança dos funcionários da loja, carregava 36 celulares novos na mochila(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Um dos suspeitos, que despertou a desconfiança dos funcionários da loja, carregava 36 celulares novos na mochila (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

Cinco homens de Brasília foram presos por policiais do Batalhão Rotam suspeitos de tentar furtar mercadorias de uma loja de eletroeletrônicos em um shopping no Bairro União, Região Nordeste de Belo Horizonte. A ação ocorreu durante a madrugada.

Segundo o tenente Luís Eustáquio Campos de Oliveira Soares, três suspeitos visitaram duas vezes a loja para planejar o furto. "É um esquema bem organizado. Eles avaliam a presença de câmeras e sensores antes da ação e distraem os vendedores", contou. Um dos adolescentes, de 14 anos, passou a noite dentro do estabelecimento, escondido dentro de um sofá, e reuniu os produtos que seriam levados. Ao todo, eram 34 celulares, todos de última geração. A estimativa é de que isso representaria um prejuízo de R$ 50 mil.

Já de manhã, um segurança desconfiou do suspeito, que saiu da loja às 9h30, antes de o shopping abrir, com uma mochila nas costas. Além dele, os militares conseguiram prender dois integrantes da quadrilha na porta do centro comercial, enquanto eles esperavam o comparsa, e outros dois em um hotel no Centro.

A PM informou que os três adultos e dois adolescentes são de Brasília e já agiam em outros estados, como Bahia, Ceará e Goiás. Todos os suspeitos assumiram o crime e disseram que já agiram dessa mesma maneira em outras duas ocasiões. O grupo chegou ontem em BH.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade