Publicidade

Estado de Minas

Se presidente da Samarco não comparecer para prestar depoimento, será buscado pela PM

Decisão é do promotor Guilherme Meneghim, que aguarda a presença de d Ricardo Vescovi na tarde dessa terça-feira. "Considero um desrespeito ele não prestar depoimento na comarca onde ocorreu o desastre", disse Meneghim


postado em 01/12/2015 12:21 / atualizado em 01/12/2015 12:48

Mariana - Se o diretor-presidente da mineradora Samarco, Ricardo Vescovi, não comparecer ao Ministério Público de Mariana na tarde desta terça-feira, a Polícia Militar será encaminhada para conduzir o executivo coercitivamente. A decisão é do promotor Guilherme de Sá Meneghim, do MP em Mariana, que aguarda a presença de Vescovi às 13h30, horário marcado para a oitiva.

"Considero um desrespeito da Samarco o seu diretor-presidente não prestar depoimento na comarca onde ocorreu o desastre", afirmou o promotor, lembrando que, na terça-feira passada, Vescovi não compareceu para prestar depoimento. Em seu lugar foram enviados dois advogados que justificaram a ausência alegando que o executivo tinha outros compromissos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade