Publicidade

Estado de Minas

Motorista de ônibus pode responder por omissão de socorro e homicídio culposo


postado em 26/08/2013 00:12 / atualizado em 26/08/2013 07:11

Luiz Ribeiro e Pedro Ferreira

(foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A Press )
(foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A Press )

Um ônibus que transportava um grupo de evangélicos perdeu os freios e tombou na manhã de ontem na BR-365, entre Montes Claros e Pirapora, no Norte de Minas, matando duas pessoas e ferindo 24, muitas delas com gravidade. O veículo, segundo testemunhas, era alugado para o transporte escolar na região e estava em más condições. Era conduzido por Idalécio Oliveira Leite, de 33 anos, que seria proprietário e fugiu, sem prestar socorro às vítimas. O condutor pode responder por omissão de socorro e homicídio culposo.

Foi o segundo acidente grave em Minas envolvendo fiéis em 45 dias. O primeiro ocorreu em 12 de julho, quando um ônibus que transportava evangélicos de Brasília (DF) para Setubinha, no Vale do Mucuri, perdeu os freios e tombou na MG-259, perto de Governador Valadares, matando 10 pessoas

O ônibus que tombou na BR-365 saiu de Claro dos Poções, com fiéis da Igreja Assembleia de Deus que participariam de um círculo de orações no distrito de Água Boa, na mesma cidade. Na Serra da Vista Alegre, o veículo apresentou um defeito nos freios e chegou a parar. No entanto, segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista teria assegurado que o problema não era grave, providenciou um reparo de emergência e seguiu viagem. Mas, em uma descida, o condutor não conseguiu parar o veículo, que atravessou a pista da 365 e capotou do outro lado da rodovia.

Dois passageiros morreram na hora: o aposentado Lourenço Gonçalves Fonseca, de 83 anos, e a menina Queren Elisana Silva, de 9. Os 24 feridos foram levados pelo Samu e pelo Corpo do Bombeiros aos hospitais Santa Casa, Universitário Clemente de Faria e Aroldo Tourinho, em Montes Claros. O pastor Gilmar Gomes dos Reis, de 35, disse que o ônibus foi contratado por R$ 250 e que desconhecia o mau estado de conservação do veículo. “Como o ônibus era usado no transporte escolar, a gente pensava que ele estava em perfeitas condições”, afirmou.

MAIS MORTES
Uma colisão envolvendo uma carreta bitrem e um caminhão deixou dois mortos na manhã de ontem no km 608 da BR-137, próximo a Curvelo, Região Central de Minas. A rodovia ficou fechada por várias horas. Policiais do Corpo de Bombeiros foram acionados para retirar os corpos das vítimas das ferragens. A Polícia Rodoviária Federal não revelou a identidade dos mortos.

Outra morte no trânsito foi registrada na madrugada de ontem, em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um homem de 27 anos bateu o Ômega que dirigia em uma árvore, no km18 da MG-424.


Publicidade