Publicidade

Estado de Minas

Defesa Civil alerta para pancadas de chuva neste domingo na capital

Ontem, temporal que durou meia hora causou transtornos em várias regiões


postado em 30/12/2012 13:59 / atualizado em 30/12/2012 14:27

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec/BH) alerta para continuidade de pancadas de chuva de moderada a forte (até 60mm) em pontos isolados da capital neste domingo. Ontem, um temporal que durou meia hora, castigou algumas áreas da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Na capital, os maiores transtornos foram nas regiões Centro-Sul e Oeste, com alagamentos e quedas de árvores. Em Justinópolis, em Ribeirão das Neves, uma linha alimentadora de energia elétrica rompeu e parte do bairro ficou sem luz.

O alerta é válido até as 8h desta segunda-feira. A Comdec lembra à população que evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos localizados. Recomenda também que, não se abriguem debaixo de árvores, e nem estacionem veículos, pois elas podem cair e ocasionar acidentes graves. Aconselha ainda atenção especial e redobrada nas áreas de encostas e morros. Lembra ainda que o nível dos córregos e rios altera rapidamente, podendo acarretar em transbordamentos. Por isso, máxima atenção ao trafegar próximos dos córregos e rios e, se possível, evitar essas áreas no momento da chuva.


Mortes


Em todo o estado a temporada de chuvas já causou ao menos 18 mortes. A 17ª morte registrada no período chuvoso no estado foi confirmada nessa sexta-feira. O trabalhador José de Matos Soares, de 58 anos, morreu na semana passada em uma fazenda na cidade de São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas. Ele e outros lavradores faziam uma refeição sob uma árvore em uma plantação de café quando um raio caiu perto deles.

A Defesa Civil aguardava o atestado de óbito da vítima para que ela fosse inserida na lista. No entanto, o número de óbitos pode subir para 18, já que um homem de 30 anos também morreu atingido por um raio na laje de uma casa em Sarzedo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o órgão, a causa da morte não foi determinada pelo laudo preliminar. A Cedec aguarda a conclusão do documento, que deve ficar pronto em 10 dias. (Com informações de Landercy Hemerson e Cristiane Silva)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade