Publicidade

Estado de Minas

Pintor é preso ao confessar abuso sexual contra menina de 13 anos na capital

Vítima é sobrinha da mulher do suspeito e dormia na casa dele quando foi surpreendida


postado em 12/12/2012 16:43

Um pintor de parede de 55 anos foi preso no começo da tarde desta quarta-feira suspeito de abusar sexualmente de uma adolescente de 13 anos no Bairro Dom Bosco, Região Noroeste de Belo Horizonte. À polícia, ele confessou o crime. Vizinhos ameaçaram linchar o homem, que foi salvo por policiais militares que estavam à sua procura.

De acordo com o cabo Ezequiel Raimundo, da 8ª Companhia do 34º Batalhão da Polícia Militar, a própria vítima quem acionou o 190. “Ela disse que dormiu na casa do tio e acordou com ele acariciando seu corpo, beijando e esfregando a barba. Quando ele tentou arrancar o short da menina, ela começou a gritar por socorro, pedindo os vizinhos para chamar a polícia. O homem então fugiu”, conta o policial.

O homem foi localizado pela polícia dentro de um barraco, que também pertence a ele, dentro da Vila 31 de Março, no Dom Bosco. “Populares tentaram atacar ele lá, mas conseguimos impedir e o retiramos imediatamente do local”, destacou o cabo Ezequiel. O militar ressaltou ainda que a vítima é sobrinha da mulher do pintor, mas é tratado como tio por ela. “A vítima é muito amiga da filha do suspeito, que tem 11 anos e estava dentro da casa no momento do abuso, mas não presenciou o ato”, acrescentou.

Já na sede da 8ª Companhia o pintor confessou aos policiais o crime. “Ele disse que não resistiu à tentação quando chegou em casa e observou o corpo da menina deitada na cama”, relatou o cabo Ezequiel. O pintor, que não possui antecedentes criminais, foi levado para uma delegacia da Polícia Civil. Ele poderá responder pelo crime de estupro de vulnerável. Pelo novo Código Penal, é considerado estupro de vulnerável qualquer ato libidinoso, mesmo sem conjunção carnal, contra menores de 14 anos. A pena para este crime varia de 8 a 15 anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade