Publicidade

Estado de Minas

Adolescente é suspeito de estuprar bebê de 1 ano e 7 meses na capital

Criança apresentava diversos hematomas e escoriações, além de sangramento na vagina e no ânus


postado em 04/10/2012 21:18

Um bebê de 1 ano e 7 meses foi internado nesta quinta-feira no Hospital Odilon Behrens (HOB), em Belo Horizonte, depois de ter sido vítima de estupro. O abuso sexual foi constatado por meio de exame clínico e de corpo de delito. O suspeito de cometer o crime é um adolescente de 15 anos, que foi apreendido.

A Polícia Militar foi chamada no Posto de Saúde do Bairro São José por funcionários da unidade que suspeitaram de estupro ao examinarem o bebê, que apresentava diversas escoriações e hematomas na cabela, marcas de mordidas na barriga e pernas, além de sangramento vaginal.

Segundo a PM, a babá que o levou ao posto contou que percebeu os ferimentos quando chegou na casa onde a mãe da criança mora de favor. Ela relatou que o bebê fica sob os cuidados da dona do imóvel até a chegada dela, enquanto a mãe trabalha em um restaurante. Ao questionar por que a criança estava machucada, o adolescente filho da dona da casa contou que ela caiu da escada.

A babá decidiu levar a menina ao posto de saúde, onde uma técnida de enfermagem suspeitou do estupro e repassou o caso à médica da unidade, que identificou sinais claros do abuso sexual. A polícia foi acionada e orientada a encaminhar a criança ao HBO.

Segundo a PM, no hospital a médica que atendeu o bebê constatou que ele apresentava sangramento na vagina e no ânus e a encaminhou para exames específicos no Instituto Médico-Legal (IML). Conforme a PM, o laudo preliminar apontou que a criança foi vítima de ato libidinoso com conjunção carnal.

Policiais foram até a casa onde a criança mora conversar com a dona do imóvel e o filho dela. A mulher confirmou que ambos cuidam da menina até a chegada da babá e relatou que o filho deu banho na criança pela manhã. O adolescente confirmou o fato. Os militares vistoriaram o banheiro indicado como local de banho e lá encontraram fralda e papel higiênico com marcas de sangue.

A mãe do bebê foi chamada a comparecer ao IML e de lá seguiu com a filha para o HOB, onde ela foi internada para cuidados especiais. Resultados de exames de sangue ainda são aguardados para a conclusão do laudo.

Ainda segundo a PM, toda a suspeita pelo estupro recaiu sobre o adolescente, que foi levado, em companhia da mãe, ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (Cia-BH). O caso deverá ser analisado pelo Juizado da Infância e Juventude.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade