Publicidade

Estado de Minas

Montes Claros pode ganhar lei para coibir crimes praticados por motociclistas


13/06/2011 11:35

Criar uma lei que venha obrigar os mototaxistas a exibirem, em destaque, no colete e no capacete o número da placa da moto. Esta é uma das medidas estudadas pelas autoridades para diminuir a quantidade de crimes praticados com o uso de motocicletas em Montes Claros. O anúncio é do comandante do 50º Batalhão da Policia Militar de Montes Claros, tenente coronel Jorge Bonifácio de Oliveira.

Conforme mostrou reportagem do Estado de Minas, o uso de motos no crime virou uma grande preocupação em Minas Gerais. Em Belo Horizonte, estatísticas demonstram que os veículos de duas rodas são usados em 60% dos assaltos à mão armada. Em Montes Claros, de acordo com a Policia Militar, esse percentual sobe para 70%. A cidade vive uma onda de assassinatos ligados à disputa pelo tráfico de drogas. Neste ano, até o último fim de semana, foram registrados 53 homicídios no município e na grande maioria deles, os autores usaram a moto para cometer os crimes e fugirem rapidamente, além de recorrer ao capacete para não serem identificados.

Desde outubro de 2009, foi aprovada pela Câmara de Vereadores de Montes Claros uma lei que proíbe o uso de capacetes em prédios e dentro  de estabelecimentos comerciais. Mas, a legislação ainda não foi suficiente para coibir os assaltos à mão armada cometidos pelos criminosos/motoqueiros, que têm como vítimas, principalmente, frentistas dos postos de gasolina.

“A moto é um veiculo muito dinâmico, que permite uma fuga rápida. Além disso, com o uso do capacete, a pessoa pratica o delito sem ser identificada”,  observa o tenente coronel    Jorge Bonifácio. Ele reconhece que a  lei que impede o uso do capacete em estabelecimentos comerciais e prédios ainda não foi capaz de impedir os assaltos em locais, como postos de gasolina. “Com tantas motos em circulação, o combate ao crime fica mais difícil. Mas, temos intensificado as operações e “blitz”, tentando identificar os marginais que usam motos”.

Na cidade circulam cerca de 52,9 motos, de acordo com números da Empresa Municipal de Planejamento Gestão e Educação no Trânsito de Montes Claros (MC Trans). O comandante do 50º Batalhão da PM anuncia que, além da mudança na legislação, as autoridades pretendes tomar outras medidas para coibir os criminosos praticados com o emprego de motos. Uma das ações é o reforço da “moto patrulha” da Policia Militar. Hoje, a corporação conta com cerca 30 homens que trabalham com motocicletas no policiamento ostensivo e a meta é aumentar esse numero, informa Jorge Bonifácio.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade