Publicidade

Estado de Minas

Três homens são condenados por extorquir aposentada com quem tiveram caso


postado em 10/06/2011 14:48 / atualizado em 10/06/2011 15:10

Um empresário, um assessor e um motoristas terão que pagar R$ 35 mil de indenização a uma aposentada com quem mantiveram relacionamentos em Belo Horizonte. Eles vão cumprir, respectivamente, seis, sete e oito anos de prisão por extorquir a mulher que, em menos de um ano, sofreu um prejuízo de R$ 30 mil.

Por determinação do juiz da 8ª Vara Criminal de Belo Horizonte, Narciso Alvarenga Monteiro de Castro, os dois primeiros deverão cumprir a pena em regime inicial semiaberto. O último deverá cumprir a pena em regime inicial fechado, devido às “circunstâncias judiciais desfavoráveis e personalidade com forte tendência delitiva”.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), os crimes tiveram início em 1998. A denúncia relata que a aposentada, que sofre de distúrbio bipolar, teve breves relacionamentos com os acusados. Aproveitando-se da fragilidade da mulher, eles tiraram dela dinheiro, um celular e um veículo. Ela não contou nada aos familiares e ainda era ameaçada pelos acusados. O juiz considerou em sua sentença que a condição pessoal da aposentada gerou a cobiça dos acusados, pois ela era servidora pública federal e tinha bom nível social e financeiro.

O magistrado explicou que, mesmo tendo agido em momentos diferentes, “os acusados praticaram o mesmo delito em relação à mesma vítima, em circunstâncias semelhantes de tempo e modo de agir”. Por isso, para facilitar a instrução criminal, os fatos foram reunidos em um só processo. A decisão é de 1ª Instância e está sujeita a recurso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade