Publicidade

Estado de Minas

Empresário é preso por suspeita de pedofilia em Ibiá

A namorada, o filho e a ex-esposa dele também foram detidos por envolvimento no crimes contra menores da cidade. Em BH, outro empresário foi preso por tentar aliciar dois menores


postado em 30/03/2011 11:17 / atualizado em 30/03/2011 11:35

Um empresário foi preso por suspeita de pedofilia em Ibiá, na Região Alto Paranaíba, depois de uma operação da Polícia Civil de Minas Gerais. O suspeito, Édson Lima Gomes, a namorada dele Graziela Oliveira, a ex-esposa Silvana Silva Reis, o filho dele Édson Lima Gomes Filho foram detidos depois que investigações apontaram o envolvimento deles em crimes de aliciamento de menores na cidade.

Agentes a polícia de Belo Horizonte foram até a cidade para ajudar no cumprimento de mandados de busca e apreensão. Segundo o investigador Anderson do Melo do Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp) de BH, o empresário conheceu Graziela quando ela tinha 15 anos. Ele tirou a virgindade da adolescente e começou um relacionamento com ela.

Com o passar do tempo, o homem começou a exigir da jovem que apresentasse amigas dela. Segundo o investigador todas eram menores e foram abusadas por Édson Lima. São pelo menos cinco vítimas, sendo uma delas de 8 anos. A garota mais nova não chegou a ser estuprada, foi apenas molestada pelo suspeito. As vítimas foram todas ouvidas e passaram por exames para comprovar os abusos.

Conforme Anderson do Melo, o filho do empresário aproveitou o contato do pai com as adolescentes e também abusou de algumas vítimas. A ex-esposa, Silvana Silva Reis foi presa por compactuar com os crimes sem denunciar a ação do ex-marido e do filho. Durante a operação, na casa dela foi apreendida uma arma.

A namorada do empresário, Graziela Oliveira, que hoje tem 18 anos, foi detida por intermediar a relação dele com as amigas adolescentes. Ela buscava as garotas e oferecia presentes a elas. Segundo a polícia, eram ofertadas roupas novas e dinheiro no aliciamento.

Não bastasse a crueldade dos crimes pelos quais é acusado, o empresário ainda obrigava as menores a assistir as relações sexuais dele com Graziela Oliveira. A jovem que primeiramente seria uma vítima de Édson, passou a compactuar com os crimes. A polícia acredita que os atos de pedofilia eram praticados há cerca de um ano. Todos os suspeitos estão presos na Cadeia Pública de Ibiá.

Empresário preso em BH

Um empresário de 59 anos foi preso no fim da noite de terça-feira por suspeita de favorecimento a prostituição e tentativa de estupro. Segundo a Polícia Militar, Paulo Roberto Moreira foi visto por uma testemunha tentando aliciar dois irmãos, uma menor de 12 e um menor de 13 anos, na Rua Leopoldina, no Bairro Santo Antônio, na Região Centro-Sul de BH.

Ainda de acordo com a assessoria da PM, os adolescentes estariam vendendo coxinha na rua quando foram abordados por Paulo. Ele estaria dentro de um Alfa Romeu e teria oferecido R$100 aos menores para levá-los a um motel. Paulo também teria tentado agarrar a adolescente, e segundo a PM foi encontrado um hematoma na garota. O machucado pode ter sido feito por Paulo na tentativa de forçá-la a seguir com ele no automóvel.

Uma testemunha acionou a polícia e o homem foi preso. Ele foi encaminhado à Seccional Sul e o carro dele para o Detran. O Alfa Romeu foi removido por falta de licenciamento. A polícia não soube informar em que ramo o empresário trabalha. Ainda de acordo com a PM, os menores eram moradores de um aglomerado da região.


Publicidade