UAI
Publicidade

Estado de Minas Moda

Luxo moderno

ZEGNA APRESENTA A PRÓXIMA ESTAÇÃO MOSTRANDO UMA MODA CONTEMPORÂNEA SEM PERDER A ELEGÂNCIA


24/07/2022 04:00

Capa marron
(foto: Zegna/divulgação)


Idealizado e criado pelo fundador da marca, o Oasi Zegna é um exemplo para o mundo de consciência social e ambiental. E a cada ano a equipe mostra que entende, respeita e compactua com esses valores. Sempre desenvolvem ações no local para colocar o Oasi em evidência para o mundo, afinal todo caminho, na Zegna, começa e termina no Oasi Zegna. E foi lá o desfile de lançamento da coleção Primavera verão 2022. De forma mais ampla, o local representa um conjunto de valores que promove a consistência e a harmonia entre homens, máquinas e natureza, passado e presente, crença e inovação. Sempre olhando para o futuro, enquanto mantém o controle de nossas raízes.
 
Paletó
(foto: Zegna/divulgação)
 
 
A jornada do diretor artístico Alessandro Sartori é igualmente harmoniosa. “Meu trabalho parte de uma pergunta: O que vem a seguir para a alfaiataria? E para as necessidades da vida hoje? A ideia é usar o nosso artesanato como uma ferramenta progressiva, mantendo a sutileza, a atenção aos detalhes, e respeito pelos materiais, enquanto experimentando formas que são leves e acabamentos que dão a essas formas uma nova tecnicidade. O objetivo é construir uma nova silhueta onde o esforço e a inovação criam um novo estilo para os homens. Fazendo isso, continuamos expandindo e solidificando uma linguagem diferenciada, a linguagem da Zegna.”
 
Jaqueta
(foto: Zegna/divulgação)
 
 
Uma sensação de extrema leveza percorre toda a coleção. A ideia do pragmatismo selecionado de workwear e activewear é transformada com a precisão visual do vestir. O resultado é individual em vez de conformista, e livre em vez de restritivo, trazendo a leveza e a liberdade da natureza para a cidade. As formas são soltas e desestruturadas, mal tocando o corpo: jaquetas com corte de kimono, casacos impalpáveis, camisetas e jaquetas que também funcionam como agasalho. A prega engomada desaparece das calças, que mantém um volume firme e têm formas arredondadas.
 
Amarelo
(foto: Zegna/divulgação)
 
 
As bermudas proporcionam maior liberdade de movimento, enquanto os blazers sob medida dispensam a gola. Essa nova linguagem, em que o exterior e o interior são subvertidos só é possível graças à tecnologia no processo de fabricação dos tecidos que permite transformar malha em tecido de alta qualidade, criando novas famílias de peças técnicas e extremamente leves. A transparência reafirma a ideia de leveza. Terry é adaptado em ternos que combinam jaquetas e calças. O resultado é uma silhueta fluida, sem esforço, feita do somatório de peças  destacadas pelo uso do monocromático ou pela sobreposição de tons semelhantes.
 
Calça branca
(foto: Zegna/divulgação)
 
 
A leveza é uma questão de materiais e cores: malhas e sedas tecnológicas, nylons emborrachados, lãs, terry, couro emborrachado. Todos eles vêm em uma paleta terrosa acentuada com tons de pó branco, manteiga, rosa empoeirada, mel, vicuna, mocha, nogueira, carvão, enxofre e preto. Intarsia elaborada, jacquards naturais e serigrafias dão movimento a superfícies sólidas. Bolsas levíssimas e espaçosas, mocassins de sola maciça e óculos com armação transparente completam os looks.
 
O icônico tênis Triple Stitch™, sucesso da label, expande suas fronteiras estreando versão do sapato, desenhada por Alessandro Sartori com Daniel Bailey (Mr. Bailey), o designer londrino, fundador da Conceptkicks. A colab dos dois é uma experiência inigualável onde materiais de luxo combinam perfeitamente com realizações atuais.
 
OASI ZEGNA O caminho da Zegna para o futuro começou com uma visão e um sonho do fundador, criando um legado de proteção ambiental e sustentabilidade que dura por mais de 110 anos. Antes mesmo da palavra ecossistema ser amplamente conhecida, Ermenegildo Zegna começou a criar o ecossistema hoje conhecido como Oasi Zegna. Ele, intuitivamente, reconheceu que os tecidos complexos que sua fábrica produzia eram um reflexo do propósito maior do Grupo. No entanto, sua visão foi além da indústria, dedicando-se ao meio ambiente e à paisagem local e ousando lançar um extenso projeto de reflorestamento na encosta árida em torno de sua fábrica, nos Alpes Biella, no norte da Itália.
 
Desde 1930, os 100 km² do Oasi Zegna, onde o fundador plantou mais de 500 mil árvores, tem sido a casa da Floresta Zegna, que é gerenciada para mitigar as mudanças climáticas e restaurar sua paisagem. Desde 2020, começou o reflorestamento com mais de 20 mil espécies indígenas, como faias, abetos e lariços. Um sistema de filtragem recentemente instalado na fábrica de lã suporta a purificação de ozônio para recuperar até 25% das necessidades de água industrial da fábrica, levando a uma economia de água considerável para o ecossistema. Energia solar instalada economiza cerca de 55Ton CO2eq/ano.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade