UAI
Publicidade

Estado de Minas Balmain

Desfile épico

Na Semana de Moda de Paris comemora 10 anos de Olivier Rousteing à frente da direção criativa de grife francesa


10/10/2021 04:00

Fesfile
Carla Bruni (foto: Alessandro Lucioni/Goru/Divulgacao.)


Ousado. Esse é o termo que melhor define a coleção de primavera-verão 2022 da Balmain, que comemora 10 anos do diretor criativo Olivier Rousteing à frente da label. O desfile foi um verdadeiro show e contou com participações especiais das famosas Beyoncé, Naomi Campbell e Carla Bruni e por uma retrospectiva dos looks mais icônicos da marca.
 
Balmain
Naomi Campbell (foto: Alessandro Lucioni/Goru/Divulgacao.)
 
 
Quando assumiu a marca, aos 25 anos de idade, a Balmain tinha uma única loja no mundo, e Olivier era o primeiro estilista negro a comandar uma tradicional casa de moda francesa. Uma década depois, a grife é um império mundial, queridinha de celebridades, anônimos e apaixonados por moda de todo o mundo.
 
Vestido
Desfile (foto: Alessandro Lucioni/Goru/Divulgacao.)
 
 
A apresentação foi em um formato de festival, e Olivier celebrou o senso de liberdade, de inclusão e de diversidade, algumas das suas maiores bandeiras, revisitando looks icônicos de sua trajetória na marca. A cantora Beyoncé mandou uma mensagem de áudio parabenizando o criador por suas conquistas. Já a modelo Naomi Campbell – que marcou época – e Carla Bruni desfilaram.
 
masculino
Desfile (foto: Alessandro Lucioni/Goru/Divulgacao.)
 
 
Na passarela, os elementos fundamentais da Balmain: a sensualidade, com muita pele à mostra (pernas, barriga e ombros de fora), vestidos amplos e folgadões em contraponto a outros justíssimos, com drapeados e plissados. Destaque para modelos com faixas enroladas remetendo a múmias ou curativos. Não ficaram de fora os metalizados, especialmente em dourado, com muito movimento e aplicações de franjas, canutilhos e correntes, os curtinhos bordados com motivos que homenageiam a tapeçaria francesa, xadrezes, e aplicações tipo cannage em ráfia. A coleção verão 2022 da Balmain chega ao Brasil em março do ano que vem.
 
Passarela
Desfile Masculino (foto: Alessandro Lucioni/Goru/Divulgacao.)
 
 
No dia do desfile , o diretorcriativo publicou uma carta, na qual disse:

"Paris, 29 de setembro de 2021

De todas as minhas apresentações, essa é de longe a mais pessoal. Estamos comemorando meu décimo aniversário como diretor criativo da Balmain. Assumi esse papel quando era praticamente uma criança, com apenas 25 anos, em 2011, e venho levando essa grande responsabilidade durante a última década – e, obviamente, eu não teria feito de outra maneira.
 
Decidimos comemorar esses 10 anos de desafios, criações e mudanças através da reedição de alguns dos meus looks favoritos. Olhar para todos eles juntos me traz uma enorme felicidade, pois quando estava projetando alguns deles aos meus vinte e poucos anos, jamais teria acreditado que algum dia eu os mostraria como parte da minha retrospectiva profissional.
 
Além da minha comemoração, hoje também celebramos o nosso retorno. Estamos voltando às passarelas apresentadas ao vivo para amigos, colegas da moda e cerca de 6 mil convidados no nosso segundo Festival Balmain. Depois de mais de um ano de restrições da pandemia, estamos aliviados e gratos por finalmente poder comemorar juntos e com segurança.
 
Vejo este momento como uma data importante – estamos nos despedindo de um capítulo e avançando para uma nova era, que tem tudo a ver com a liberdade.
 
Agora que estamos no fim desta pandemia, podemos perceber o quanto ela nos mudou e o quanto aprendemos para voltar a ser como éramos antes. Há um desejo novo e forte de responsabilidade, honestidade e liberdade em todas as esferas, incluindo a forma como vivemos, nos vestimos e agimos. Esse novo clima se encaixa perfeitamente com o espírito da nossa marca. O Balmain Army sempre foi cheio de pessoas livres e apaixonadas. Suas características ficam evidentes no desfile da nova coleção e as elegantes silhuetas da próxima temporada ajudam a criar uma vibração sedutora e poderosa.
 
Foi provavelmente o espírito deste novo momento de transparência e honestidade que me levou a acrescentar alguns toques emocionais a esta coleção, por meio de elementos referentes a um recente acidente e uma longa recuperação. Há um ano, sofri algumas queimaduras dolorosas em um acidente e de repente, quartos de hospital e curativos tornaram-se uma grande parte da minha vida. Quando comecei a desenhar, me vi refletindo todos esses meses em tecidos e faixas da coleção, como, por exemplo, faixas douradas e anéis, transformando-os em belos componentes nas passarelas.
 
Além de tudo isso, os designs masculinos e femininos destacam o famoso savoir-faire da casa, com cortes nítidos, alfaiataria e um pouco de artesanato da Balmain e da lendária Maison de Lesage ateliers. O domínio da alta-costura parisiense também pode ser visto na tecelagem e couro acolchoado. Artesãos especialistas deixaram claro que a sutileza parisiense abrange as últimas descobertas do século 21, também através de técnicas de moldagem inovadoras adaptadas para criar 3-D e efeitos drapeados para a próxima temporada.
 
Podem-se notar algumas inspirações dos anos 2000, especialmente as músicas e os músicos da época da minha adolescência e o talento, beleza e ousadia das cantoras poderosas do final dos anos 90.
 
É claro que a música sempre foi importante para a Balmain, desde que Pierre Balmain vestia os maiores artistas de sua época, incluindo Juliette Greco, Dalida e a lendária Josephine Baker. Durante meus 10 anos na casa, minha equipe e eu conectamos a música e a moda perfeitamente em cada temporada. O segundo Festival Balmain baseia-se nesse DNA distinto da casa, com alguns dos meus artistas favoritos juntando-se aos nossos modelos. Há dois anos, no primeiro festival da casa, ajudamos através da música e da moda a luta contra a AIDS e ficamos desapontados quando tivemos que cancelar o festival de 2020 por conta da pandemia. Agora, estamos aproveitando ao máximo o nosso entusiasmo e empolgação para ajudar a (RED), e arrecadar os fundos necessários para o The Global Fund lutar contra duas pandemias: Aids e COVID.
 
Quando as portas se abriram para mim, em 2011, eu não era o candidato ideal para o cargo de diretor criativo., Desde então, estou determinado a usar essa oportunidade e posição para continuar buscando por mudanças. Tenho trabalhado muito para garantir que as apresentações e campanhas da Balmain reflitam a verdadeira beleza diversificada do mundo de hoje. E as passarelas, que antes eram limitadas a um número restrito de pessoas, agora estão cada vez mais abertas aos amantes da moda. O festival de hoje será transmitido ao vivo para mais de 6 mil membros do Balmain Army.
Prometo para os próximos 10 anos continuar a minha busca por mais inclusão, democracia, alegria, moda e música através de muitas outras pessoas que desejam entrar no universo Balmain.
Olivier Rousteing"


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade