Publicidade

Estado de Minas Arte Final

Conexão alivia a tensão e cresce em 'Paid Social'


28/03/2021 04:00

Você já imaginou como seria o distanciamento social sem smartphone e internet às mãos? Insuportável! Talvez seja a resposta da maioria das pessoas que se comportam como se o aparelho fosse uma extensão de seu corpo. Com inúmeros serviços, facilidade de comunicação a baixo custo, relacionamento, compras, acesso à informação e entretenimento, é realmente impensável, para muitas pessoas, viverem sem o aparelho e acesso à internet. 
 
Esse sentimento foi confirmado na edição de conteúdo temático Data Stories, produzido mensalmente pela Kantar IBOPE Media, que aponta que 69% das pessoas que acessaram a internet por dispositivos móveis afirmam não viver sem ela no celular. O contato com a tecnologia aumenta dia a dia, principalmente nesse período de pandemia. Mais de oito em cada 10 pessoas acessam a internet através de dispositivos móveis, o que representa 84% dos respondentes. Os números são realmente expressivos: houve aumento de 220% nos últimos 10 anos e 24% da população como usuários exclusivos de aparelhos mobile para conexão.
 
SERVIÇOS Conveniência é a palavra-chave para quem acessa a internet pelo device para serviços. E 74% dos usuários de internet via dispositivos mobile têm serviço de pagamento de compras diretamente pelo smartphone, sendo que 55% realizaram compras on-line nos últimos três meses. Durante a pandemia, 78% deles aumentaram ou começaram a comprar on-line serviços com entrega delivery e 63% a comprar alimentos com entrega delivery. O acesso mobile também diminuiu distâncias e aproximou pessoas, com 74% dos usuários desse tipo de aparelho utilizando algum serviço de mensagem instantânea ou e-mail, sendo que 45% aumentaram o uso de serviços de mensagens instantâneas na pandemia.
 
 NOTÍCIAS EM PRIMEIRO LUGAR Segundo o estudo, as atividades em redes sociais por meio dos dispositivos móveis que mais se destacaram foram: notícias e entretenimento. A busca por acesso e compartilhamento na pandemia foi potencializada no smartphone. Entre quem acessou a internet por dispositivos móveis, 50% leram notícias, 86% consideram importante que os sites que visitam inspirem confiança e 62% só compartilharam a informação depois de checar se a fonte é confiável.
 Os aplicativos e jogos para celular e tablet tiveram destaque como opção de entretenimento, indicando que 62% dos usuários de aparelhos mobile jogaram games on-line durante a pandemia. Os vídeos on-line também foram assistidos pelos aparelhos móveis de 81% dos usuários. Os cinco tipos mais assistidos foram notícias (36%), séries internacionais (34%), comédia (31%), comida/bebida/culinária (25%) e animações (22%).
 
 PUBLICIDADE As marcas encontraram no celular diversas oportunidades para se comunicar com o seu consumidor. Em janeiro, 44% das impressões em mobile foram realizadas por Paid Social, os anúncios nas redes sociais. Disney+, Itaú, Santander, Netflix e Bradesco foram as marcas que mais investiram em Mobile Social.

ALÉM DAS REDES Também é fato que assistir aos vídeos é uma das atividades mais realizadas via dispositivos mobile, aumentando assim a relevância desse tipo de formato para que as marcas se comuniquem com seus consumidores. Destaque para cinco setores: serviços ao consumidor, com 23% do investimento total; comércio, com 23%; telecomunicações, com 15%; farmacêutico, com 14%; e alimentos, com 4%, que unidas perfazem um total de 79% em investimento total em Mobile Video.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade