Publicidade

Estado de Minas Arte Final

briefing


10/01/2021 04:00

LIDERANÇA NA PALMA DA MÃO 
O mercado brasileiro ultrapassou o norte-americano no consumo de aplicativos e tempo de uso de smartphones. O consumidor brasileiro também já está comprando mais telefones celulares do que os gringos. De acordo com pesquisa Digital Turbine, empresa que simplifica a descoberta de aplicativos e conteúdo, 24% dos brasileiros possuem aparelhos novos (com menos de três meses) e apenas 19% dos brasileiros possuem smartphones com mais de dois anos. Enquanto mais de 1/3 dos americanos têm dispositivos com mais de dois anos. O estudo mostra que quatro em cada 10 brasileiros baixaram mais de 20 novos aplicativos no último trimestre, enquanto mais da metade dos americanos instalou menos de 5.

CONCORRÊNCIA 
Para as marcas, o desafio na disputa do mercado continua forte. Busca por experiências positivas e memoráveis para os clientes cresce a cada dia. O comportamento dos clientes eleva a procura por soluções que melhorem a jornada de experiência com a marca, e o os chatbots, que fazem uso de IA, também têm um papel importante nesse processo. Os assistentes virtuais são ferramentas importantes para aumentar a retenção de clientes, reduzir gastos, proporcionar atendimento personalizado, ágil e 24x7, e isso tudo ajuda a melhorar a satisfação do consumidor.

ZAP LIBERA DADOS 
No próximo mês, o WhatsApp passará a exigir que usuários permitam o compartilhamento de seus dados com o Facebook, que é dono da plataforma de mensagens. Portanto, aquela história de que a ferramenta iria zelar pela privacidade dos usuários não passou de conversa para atrair público. Os usuários já começaram a ser notificados sobre novos termos, que obriga o compartilhamento de informações como número de telefone, dados de transações, endereço IP, dados de dispositivo, dados sobre as interações com outros contatos (pessoas ou empresas), grupos em que o usuário ingressou e seus status. Além do próprio Facebook, as informações poderão ser compartilhadas com outras empresas pertencentes à big tech. Será que a mudança irá frear o uso da ferramenta? 

PROMESSA FURADA 
Segundo o WhatsApp, o objetivo da alteração é promover uma maior integração da plataforma com os demais serviços da companhia liderada por Mark Zuckerberg. Em 2014, quando comprou o WhatsApp, ele garantiu a total privacidade dos dados, confirmando a opção por não compartilhar os outros serviços. Na época, Zuckerberg afirmou, em publicação feita no blog oficial do WhatsApp, que "o respeito pela sua privacidade está codificado em nosso DNA e construímos o WhatsApp em torno do objetivo de saber o menos possível sobre você".

BRAHMA NO TIMÃO
Apesar de marcar de bebidas alcoólicas serão proibidas nas camisas de clubes de futebol no país, O Corinthians conquistou a Brahma como sua cerveja oficial. Com duração de um ano, o clube paulista assinou acordo que engloba o futebol profissional masculino, o feminino e algumas propriedades na Neo Química Arena. A parceria ainda envolve interações entre ambas as marcas com a torcida alvinegra por meio das redes sociais. Para além das ações totalmente dedicadas aos torcedores, a ideia é que o vínculo possa se estender para todas as comunicações relacionadas ao clube e entregas de marketing. Os valores do acordo não foram revelados. 

100 ANOS DE NESTLÉ
Para comemorar seu centenário no Brasil, a Nestlé lançou campanha institucional com o conceito "Alimentando um futuro melhor". Criada pela DPZ&T, a comunicação, além de celebrar esse momento especial para a marca, também pretende agir como um sopro de otimismo e esperança para os brasileiros após um ano desafiador. O comercial é embalado por uma nova versão de "Tá Escrito", música originalmente cantada pelo Grupo Revelação, que reflete os espíritos de reinvenção e resiliência do brasileiro. Além de veiculação em redes de televisão nacionais e regionais, a campanha conta com desdobramentos no ambiente digital da Nestlé.

GERDAU 
A empresa se tornou a única produtora de aço a compor o ICO2, da B3. E também alcançou nota acima da média no setor de metais e metalurgia, segundo avaliação do CDP no módulo Climate Change. A marca foi selecionada para compor a carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2), da B3. O ICO2 reúne empresas do IBrX-100 comprometidas com a eficiência e transparência na gestão dos gases de efeito estufa (GEE), tema que se tornou um dos principais fundamentos para o desenvolvimento sustentável da empresa. A nova carteira do ICO2 terá vigência de janeiro a abril de 2021, sendo rebalanceada a cada quatro meses, conforme as atualizações do IBrX-100.

SUSTENTABILIDADE 
A Gerdau é a única empresa do setor de Materiais Básicos/Siderurgia e Metalurgia a compor o índice ICO2, reafirmando o seu compromisso com as questões climáticas e com a preparação para a economia de baixo carbono. Em 2020, o Conselho de Administração da Empresa aprovou uma Política de Sustentabilidade, que tem orientado decisões estratégicas que envolvem temas ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês). Além disso, em dezembro, a Gerdau alcançou nota B-, valor acima da média regional da América do Sul e do setor de metais e metalurgia, de acordo com o levantamento anual no módulo Climate Change do CDP (Carbon Disclosure Project), a maior 
e mais respeitada plataforma global de informações ambientais. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade