Publicidade

Estado de Minas Arte Final

Pardini homenageia os 'artistas' dos diagnósticos


06/09/2020 04:00

Qual a semelhança entre a arte e o diagnóstico clínico de um exame qualquer? Muitos dirão que nenhuma. Mas é exatamente o contrário que a nova campanha do Grupo Pardini mostra. O conceito da campanha estabelece uma conexão entre a beleza estética das lâminas, a arte de decifrar os sinais do corpo e o diagnóstico clínico de doenças. Com o  mote é "a arte de descobrir o que o corpo quer dizer", a rede de medicina diagnóstica usa a websérie "Mestres na arte da descoberta" para ressaltar o trabalho dos médicos patologistas, como forma de reconhecer e valorizar esses profissionais.

POR TRÁS DA PESQUISA Utilizando linguagem cinematográfica, storytelling e neuromarketing, a campanha traz uma série audiovisual com o objetivo de desmistificar e aproximar o patologista dos pacientes, ao revelar seus métodos de decifrar lâminas, de leitura e estudo. Os vídeos contam com cenas do cotidiano profissional de patologistas reais, para mostrar o que está por trás de suas pesquisas e como trabalham. 

SEMELHANÇA A gravação revela como a investigação que eles realizam se aproxima do trabalho de um artista, tamanha é a habilidade e sensibilidade necessária para o reconhecimento de formas, cores e tamanhos. "Não tem nada mais valioso do que poder conhecer um universo que desconhecemos, para entendê-lo e aprender a valorizá-lo. Nos laboratórios e hospitais trabalham os médicos patologistas em prol da medicina diagnóstica", diz Alessandro Ferreira, vice-presidente da rede de laboratórios. "Entre a expectativa e angústia dos pacientes em esperar por um resultado, existem especialistas estudando, pesquisando e analisando amostras biológicas até culminar em um diagnóstico preciso", acrescenta.
O  médico patologista analisa qualquer parte do corpo humano para encontrar um diagnóstico preciso. Com muito conhecimento técnico e sensibilidade, sob as lentes de um microscópio ou a olho nu, e por meio de procedimentos diversos, os médicos patologistas decifram cores, formas e tamanhos, investigam genes, proteínas, células e tecidos do corpo humano para chegar ao diagnóstico dos pacientes. Eles têm um olhar sensível e descobrem o que é essencial para um diagnóstico definitivo e fundamental para o tratamento específico de cada paciente e para a continuidade de milhões de vidas.

ARTESANAL Ao conhecer um laboratório totalmente automatizado, há quem pense que os laudos são emitidos pelas máquinas. Claro, a tecnologia tem sido cada vez mais uma grande aliada da medicina diagnóstica. Mas, de fato, independentemente de haver os melhores recursos de automação laboratorial, a Patologia Clínica é um trabalho artesanal, em que o médico patologista, mestre na arte da descoberta, investiga, de forma individual, as amostras biológicas, que chegam aos laboratórios para análises.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade