Publicidade

Estado de Minas briefing

Estado de Minas para seu pai


09/08/2020 04:00

Que tal dar um presente ao seu pai e ganhar outro em retribuição? Isso é possível para quem fizer uma assinatura impressa do Estado de Minas para seu pai, porque ganhará outra assinatura digital automaticamente. E por que dar uma assinatura do EM impresso? Veja algumas vantagens: informação e opinião de qualidade, principais notícias de Minas do Brasil e do mundo com a credibilidade que só o EM tem; acesso diário a versão digital do jornal através dos aplicativos (Android e iOS) e pelo site, acesso a vídeos, especiais interativos e imersivos, podcasts e a edição do jornal digitalizada. E seu pai receberá, com toda a comodidade, os jornais no endereço dele, além de passar a 
ter acesso à versão digital.

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS
Mais de 40 colunistas tratam diariamente sobre temas como comportamento, política, economia, esportes, educação, tecnologia, entretenimento, dentre outros. E para facilitar a visita do assinante, mais de 30 mil ofertas em produtos e estabelecimentos em todo o Brasil são oferecidas no Clube A Estado de Minas. Os assinantes ainda terão acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos no site em.com.br, onde terão =possibilidade de comentar com exclusividade as matérias.

COMO ASSINAR 
Para garantir esse duplo presente é simples: basta enviar a mensagem "Quero presentear o meu pai com uma assinatura do Estado de Minas" para nossa Central de Atendimento. A mensagem pode ser enviada pelo WhatsApp (31) 99402-0234, ou para o mail: fale.conosco@em.com.br. Mas, atenção: a promoção é válida para assinatura impressa na modalidade semestral ou anual, e é preciso verificar se o endereço está dentro da rota de entrega do Estado de Minas. Por isso, aproveite o Dia dos Pais e, sem correr risco de sair de casa, dê um presente que seja realmente relevante para ele!

EMPATIA 
Estudos realizados pela consultoria Scopen, com apoio de entidades regionais e nacionais de agências, como Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) e Associação Brasileira de Anunciantes (ABA), ouviram 51 profissionais responsáveis pelo marketing ou compra de mídia de empresas sediadas no Brasil. O objetivo foi avaliar as perdas de verbas de marketing e mídia no período de pandemia e as perspectivas de retomada de investimentos dos anunciantes. Para 86% dos entrevistados, a Covid-19 mudou as relações entre marcas e agências, sendo que, desse universo, 27% consideram que uma das principais alterações foi que a relação ficou mais empática e flexível. Para 22%, os processos foram agilizados e o tempo de respostas, reduzido. Mas com maior exigência por criatividade, para 18%. 

ENCOLHIMENTO 
Em média, as empresas representadas pelos respondentes diminuíram seus orçamentos de publicidade em 40%, sendo que a variação média dos cortes nos meios de comunicação foi maior no cinema (-83%), na mídia exterior (-77%) e nas revistas (-64%). No rádio, a diminuição média das verbas foi de 54% e na televisão, de 51%. Na divisão do bolo dos entrevistados, os jornais foram afetados com a perda média de 35% e a internet foi o meio que menos sofreu, com cortes de 15%. Para se adaptarem houve mudanças nos modelos de trabalho, que se tornaram mais flexíveis para 43% dos entrevistados, reduções pontuais nos fees (26%), alterações nas estruturas dos departamentos internos de marketing (22%) e congelamento dos pagamentos feitos às agências (8%).

PRÊMIO 99
Até o próximo dia 20, a 99, empresa de tecnologia voltada à mobilidade urbana, estará recebendo inscrições para a terceira edição do Prêmio 99 de Jornalismo. Com o tema "Metrópoles em Emergência", a premiação será de R$ 25 mil para os melhores conteúdos jornalísticos publicados entre 16 de setembro de 2019 a 20 de setembro de 2020 em formatos como reportagem, podcast, infográfico, ensaio fotográfico ou outros modelos de narrativas. As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.premio99dejornalismo.com.br/.

PORTAL DE COMPRAS 
A FIEMG lançou plataforma digital que oferece produtos e serviços da indústria ao mercado. O objetivo é fortalecer o setor industrial em Minas Gerais. O portal é mais uma ação da Federação mineira para resolver as dificuldades de comercialização de produtos industriais durante a pandemia. Para conhecer, acesse portaldecomprasdaindustria.com.br

ODEBRECHT REAPARECE 
Como recuperar uma marca que se transformou em sinônimo de corrupção? Esse é o desafio da Odebrecht S. A., holding do Grupo Odebrecht, que nos últimos anos preencheu os noticiários policiais com os maiores escândalos de corrupção no mundo revelados pela Lava Jato. Para mudar sua imagem, a marca propõe virar a página e voltou a veicular um comercial depois de quatro anos ausentes. No filme, a empresa promete reescrever sua história com linhas mais retas: "Viramos a página. Estamos escrevendo novas linhas de nossa história que começou há 76 anos". 

ÉTICA 
Em seu último comercial, em dezembro de 2016, no início da Lava Jato, a empresa pedia desculpas públicas pelo que chamou de "práticas impróprias em sua atividade empresarial". Agora, a propaganda criada pela agência Quebra Cabeça tenta mostrar que a empresa vive uma nova fase, aprendeu com os erros e promete retribuir na construção de um novo futuro.  A empresa propõe uma nova ordem, usando sua expertise para o bem do país. O vídeo fala que "é hora de fazer diferente, com coragem, responsabilidade, motivação e crença no Brasil". E acrescenta: "É hora de combinar nossa competência técnica, reconhecida no mundo todo, com nossos aprendizados. É hora de rea?rmar nosso compromisso com a ética e com o que há de melhor em nossa história."  E finaliza: "Quem não evolui não participa da história. Quem faz o novo molda o futuro. Estamos moldando o futuro agora. Esta é a nova maneira de ser Odebrecht." Veja o vídeo em https://youtu.be/PZH6QyMx9Sk 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade