Publicidade

Estado de Minas VIDA INTEGRAL

Recorrendo a Deus

"Cresceu bastante o número de pessoas que têm buscado e pesquisado sobre oração"


postado em 24/05/2020 04:00 / atualizado em 23/05/2020 06:30


 
Já falamos aqui, algumas vezes, sobre as crises que as pessoas têm passado durante a pandemia. Insegurança, estresse, medo, angústia, irritabilidade, cansaço e insônia são alguns dos problemas.
Todos estamos sendo obrigados a conviver intensamente com a família dentro de casa, 24 horas por dia. Não existe mais aquele período em que os filhos iam para escola ou faculdade, nem o turno de trabalho externo, seja do marido ou da esposa.
 
Esta convivência intensa, de olhar para o outro, de ter que conversar, que relacionar, acaba nos levando a ver coisas e enfrentar sentimentos que, na rotina normal da vida agitada, passam despercebidos ou são sufocados, guardados no “arquivo morto”.
 
Para agravar mais o quadro, aqui no Brasil, os pais educam de forma muito errada os filhos. A maioria das famílias não divide tarefas domésticas, provavelmente pela facilidade de ter uma empregada ou faxineira, mão de obra escassa e cara em outros países. Agora, com o isolamento social, as ajudantes domésticas foram liberadas e com isso as mães estão lavando, passando, arrumando a casa, cozinhando e limpando tudo depois, e as que trabalham fora ainda têm as tarefas de home office.
 
Tudo isso gera atritos, que levam a discussões e brigas familiares. Nem todo mundo tem como linguagem de amor o serviço; por isso, uma hora tudo isso explode, porque não é feito por amor, mas por obrigação.
 
Não é à toa que já está comprovado o aumento da violência doméstica e também o crescimento de pedidos de divórcio.
 
Por outro lado, um fato interessante aparece. Cresceu bastante o número de pessoas que têm buscado e pesquisado sobre oração. Dizem que as pessoas chegam a Deus pela dor ou pelo amor. O momento atual tem levado as pessoas a tal nível de angustia e estresse que estão buscando aprender a orar, a falar com o Criador em busca de socorro, de ajuda, alento.
 
Deus, o Eterno, Pai, o Criador, enfim, o nome que cada um quiser se referir a Ele, gosta de ter um relacionamento com sua criação. Seu maior desejo é que tenhamos liberdade para conversar com Ele como falamos com o amigo mais íntimo, o confidente.
 
Este é o Seu papel. Ele quer que confiemos totalmente a ponto de contar nossas angústias, medos, problemas, fraquezas, e então nos colocar em suas mãos pedindo a Ele ajuda para a solução dos problemas, ajuda para tirar o estresse e a angústia.
 
É muito mais importante falarmos o que está em nosso coração e mente do que repetir palavras lindas, mas escritas por outra pessoa, e que nem sempre entendemos o significado.
 
Oração é conversa, liberdade, sinceridade. Pode orar silenciosamente, pode falar alto, baixo. Pode estar sentado, em pé, ajoelhado. Não importa, o que Deus quer é sinceridade de coração. Temos que lembrar que o Eterno é onipresente, onisciente e onipotente. Está em todo lugar, sabe de tudo o que pensamos e sentimos – por isso não adianta querer “tapear” Deus, e a sinceridade é tão importante –, e é todo-poderoso, pode fazer o que pedirmos, desde que queira, mas será que o que pedimos é mesmo o melhor para nós? Por isso, na oração, o ideal é pedir o que queremos, mas terminar falando para que seja feita a vontade dele.
 
contatos
 
Apometria de ancoragem – A terapeuta Rosi Potilho trabalha com cura e superação pessoal por meio da apometria de ancoragem, um trabalho energético, psíquico e espiritual que trabalha nos níveis sutis toda a energia gerada negativamente por nós mesmos e pelas emanações dos outros, que, por ressonância, fica aderida aos nossos corpos sutis. O cliente olha para si mesmo e põe em prática as mudanças necessárias na sua vida, para que tudo flua na leveza e na harmonia.

Ioga on-line – Além do curso yoga a distancia, estamos disponibilizando curso on-line, que depois da quarentena passará a ser presencial. Ocorre aos sábados, das 8h às 10h. O curso de formação de ioga Maria José Marinho vai ensinar a filosofia dos ensinamentos do ioga, como a saúde se realizará plenamente, buscando alternativas para uma nova vida, objetivando a construção de um mundo interior melhor, e vai proporcionar a criação de um grupo do bem para discípulos e praticantes que buscam a paz, a construção de um mundo melhor. Conta com uma equipe de professores altamente qualificados e tem como assistente a pedagoga e professora de ioga Salete Figueredo, com a matéria A pedagogia do ioga, e outras matérias, como anatomia e fisiologia aplicadas ao ioga, os métodos e modalidades do ioga, hinduísmo e budismo, patanjali, entre outras. Matrículas pelo WhatsApp (31) 99145-7178 ou pelo e-mail mjm@pontoequilibrio.com.br. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade