Publicidade

Estado de Minas

Mulher de fibra


postado em 01/09/2019 04:00 / atualizado em 01/09/2019 09:34

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)

 

Trajetória de arquiteta iraniana que rompeu barreiras e se tornou referência mundial foi a inspiração para o verão 2020 da Alphorria

 

Força e vanguarda na moda mineira 

 

Universo da arquiteta iraniana Zaha Hadid, que rompeu fronteiras, inspira o verão 2020 da Alphorria

 

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
 

 

 

Uma mulher forte, à frente de seu tempo, que enfrentou preconceitos e venceu se tornando uma arquiteta que deixou sua marca no mundo. Zaha Hadid foi a primeira mulher — e também a primeira pessoa árabe — a receber o Pritzker, o Nobel da Arquitetura. Sua obra é marcada por traços orgânicos e desafiadores: curvas que redefinem as interseções entre arquitetura, natureza e cidade. Segundo os maiores críticos, Zaha transcendeu as noções de arquitetura no Ocidente e conseguiu, com sua origem árabe, desenvolver “algo fundamentalmente diferente”, o maior feito da arquiteta.

Foi essa mulher e seu trabalho quem inspirou os estilistas da Alphorria na criação do verão 2020. Uma das melhores escolhas para uma marca que sempre se pautou em mostrar a força da mulher, ressaltando sua feminilidade. A temporada da marca traz o estilo vanguardista da iraniana, que é considerada o maior nome feminino na arquitetura mundial.

 

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
 

 

“Existem 360 graus, então, por que ficar com apenas um?”, disse Zaha Hadid, e essa frase foi o ponto de partida da coleção da grife mineira. As curvas que ela colocou em seus projetos passaram para as roupas, em uma interação com elementos da natureza e suas formas orgânicas.

A coleção intitulada 360o, investe em modelagens curvas, amplas, assimétricas e fluidas. Os recortes e tecidos vazados remetem aos traços característicos das obras da iraniana. Elegância e sensualidade são as palavras-chave da temporada. Como o histórico de Zaha Hadid também tem trabalhos ligados ao universo marítimo, o verão Alphorria também traz referências náuticas em suas peças.

 

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
 

 

Tecidos naturais como o linho rústico e o cupro – feito do linter do algodão, o tecido tem a textura de um raion – surgem em vestidos, macacões, calças cargo e pantacourt. As fibras modernas, como as metalizadas, paetizadas e jerséi também estão presentes, assim como as malhas estruturadas, canelados e alfaiataria de base creponada. Como sempre, o DNA da marca está presente no minimalismo de um design clean e sofisticado. As estampas exclusivas recriam algumas características do trabalho da arquiteta.

 

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
 

 

Na cartela de cores, o rosa milennial, lima, azul bruma, verde pistache e malva. E tons mais vibrantes, como o pink, rosa chicletes, amarelo sol, tangerina e tomate. Os tons neutros também estão presentes, como o areia, argila, verde militar, offwhite, marinho e preto. 

 

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
 

 

 

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
 

 

 

(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
(foto: Márcio Rodrigues/divulgação)
 


Publicidade