Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Requinte e bom gosto

O tradicional Chá Solidário da AMR promoveu mais uma mostra de mesas para resgatar o costume inglês


postado em 16/06/2019 04:11

Eliane Lucena Brun e Silvia Lage Drumond optaram por um aparelho de chá moderno em tons de verde, jogando com o arranjo central. Porta-guardanapos em acrílico.(foto: André Castro/divulgação)
Eliane Lucena Brun e Silvia Lage Drumond optaram por um aparelho de chá moderno em tons de verde, jogando com o arranjo central. Porta-guardanapos em acrílico. (foto: André Castro/divulgação)



Há 14 anos, o corpo de voluntárias da Associação Mineira de Reabilitação – AMR promove um chá da tarde. Não é tão britânico quanto ao horário, uma vez que no lugar do tradicional chá das 5, elas começam o encontro às 15h. Desta vez, foram montadas 73 mesas decoradas pelas madrinhas da instituição, que convidaram amigas para prestigiar a promoção.


Cerca de 600 convidadas compareceram ao salão do Buffet Catharina para o encontro, que visa arrecadar fundos para ajudar a AMR a seguir com o trabalho gratuito de reabilitação e inclusão social de 500 crianças carentes com deficiência física.
Cada madrinha chega cedo ao local para montar a sua mesa, que inclui a decoração e a montagem com louças próprias. A tarde tranformou-se em uma verdadeira exposição de peças de família, aparelhos de porcelana dos mais variados que passaram de geração em geração. Diferentes, várias mesas expunham louças pintadas a mão, exclusivamente para o Chá Solidário. Toalhas e sousplat bordados e de crochê foram muito usados. A tarde foi uma verdadeira volta ao passado, cheia de amor e requinte, completada por porta-guardanapos, taças, os bules, e açucareiros – muitos de prata –, que completaram o décor.


Mas as participates não param por aí, a cada ano sofisticam mais e enchem a mesa de mimos para suas convidadas, como cartões, mini bolos e lembrancinhas para marcar mais uma agradável reunião. Neste ano, o destaque foi uma homenagem a sete madrinhas, que há mais tempo participam do chá, que ganharam uma lembrança da coordenação do evento. “Nós organizamos tudo, mas quem faz o evento acontecer são elas, as madrinhas. E elas preparam tudo com tanto carinho e dedicação que não poderíamos deixar de presta-lhes esta pequena homenagem. Estamos muito felizes pelo evento ter sido, mais um ano, um grande sucesso! ”, conta Adriana Belisário, presidente do CVAMR.

O COMEÇO A ideia do Chá Solidário surgiu das voluntárias Rosângela Perucci e Julia Rios, que se inspiraram em um grupo de voluntários da Igreja de São Mateus, após participarem de uma edição feita pela entidade religiosa. No começo, o evento foi promovido no Terraço Célia Souto Mayor. Com o fechamento desse espaço, passou para o Buffet Sônia Magalhães, e hoje ocorre no Buffet Catharina. Além das madrinhas, para realizar o Chá Solidário a AMR conta com a ajuda de vários parceiros. Entre eles estão o Buffet Catharina, que cede o espaço para a realização do evento; a Loja das Festas; Marcela Ferrari, que fez a decoração; a Única – Som; Forno de Minas e Vista Eventos. Também contribuíram o Rullus Buffet; Buffet Pichita Lanna; Boca do Forno; Lagrezzete Buffet; Buffet Célia Souto; Mate Couro; Padaria Bonomi; Sucos Tial; Nectar da Serra; Restaurante Taste Vin e Pouso da Torre.


Publicidade