Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cruzeiro intensifica marketplace em suas redes sociais em busca de 'dinheiro novo'


postado em 13/01/2019 05:06

Renê Salviano trabalha com metas ousadas e aposta na relação comercial entre marcas e torcedores (foto: Cruzeiro/Divulgação )
Renê Salviano trabalha com metas ousadas e aposta na relação comercial entre marcas e torcedores (foto: Cruzeiro/Divulgação )

 

 

No último ranking digital dos clubes brasileiros divulgado pelo IBOPE Repucom, no início do mês, o Cruzeiro aparece como quinto entre os clubes com maior base digital do país. Com mais de 900 mil inscritos em suas redes sociais, o time celeste está atrás de Flamengo (1,7), Palmeiras (1,4), Corinthians (1,3) e São Paulo (1 milhão). Esse contingente de apaixonados seguidores é visto pelo clube como uma reserva exclusiva e intangível de mercado, que pode render bons frutos e ajudar a mudar o patamar financeiro celeste em 2019.


Pelo menos é o que pensa o diretor de marketing do clube, Renê Salviano. De olho nesse nicho de mercado, ele desenvolve com sua equipe um sistema de marketplace para levar para o ambiente digital os principais parceiros do clube. Vender camisas, produtos licenciados ou realizar as tradicionais ações de marketing continuam na pauta do diretor. Porém, essas tarefas já não são suficientes para o potencial financeiro do Cruzeiro. "Temos oito milhões de torcedores que consomem Cruzeiro diariamente, 24 horas. O futebol mudou, temos que perceber o movimento que tem acontecido ao redor do mundo, e crescer de forma planejada e consistente. Hoje temos mais celulares do que pessoas no Brasil, e disponibilizamos em nossas redes sociais conteúdos inéditos, de muita qualidade para nossos torcedores", afirma.

SÓCIOS Renê Salviano planeja abrir um leque de opções de consumo nas redes sociais cruzeirense. "Temos inúmeros fornecedores que, certamente, se interessam em oferecer seus produtos em nossas redes sociais. Queremos ter uma marca de cada ramo para cada nicho de mercado. Temos arroz, feijão, azeite... Estamos criando estratégias de relacionamento com as marcas, para entendermos o momento de cada uma delas. Temos que ouvir também nosso cliente. O torcedor já não quer mais saber só do time. Ele quer entender como funciona o marketing, as categorias de base, o comercial, acompanhar tudo sobre o clube".


Com 50 mil sócios ativos em seus programas de fidelização, a meta de Renê Salviano é dobrar esse número em 2019. Para isso, entre as estratégias está a transmissão de jogos pelo Facebook e até o lançamento de serviços bancários. "Queremos atingir em 2019 a marca de 100 mil sócios ativos. Quando a torcida acredita e se envolve, ela pode tudo. Eu conheço o torcedor cruzeirense, pois sou um deles. E se o torcedor quiser basta um falar com o outro, incentivar, que ele se multiplica. A transmissão de eventos pelo Facebook é uma realidade. Na verdade, há um bom tempo isso foi cogitado. Lembro que no passado algumas pessoas do mercado publicitário falavam que o face não tinha ideia de mercado e aconteceu. E agente sempre briga muito para ter outras opções, outros players, agora temos que aproveitar da melhor forma possível esta facilidade da ferramenta", argumenta.

SERVIÇOS BANCÁRIO Sobre a prestação de serviços bancários, ideia que estaria sendo discutido com um grande banco, o assunto foi levantado durante a participação de Renê Salviano no programa Horizonte Esporte, da TV Horizonte. Questionado sobre a possibilidade, o diretor desconversou. Ele afirmou não ter conhecimento, mas admitiu que várias frentes estão sendo trabalhadas simultaneamente no clube, e uma delas seria exatamente com uma empresa do ramo financeiro. "Contatamos mais de 40 empresas no mundo inteiro. Essa pesquisa é geral, desde um jornal diário que a gente lê diariamente, uma revista semanal de marketing que, inclusive, tenho como uma Bíblia, a vários outros segmentos. Estamos falando com empresa de saúde, para poder tratar com toda área de saúde do Cruzeiro, falando com empresa de telefonia, empresa do ramo imobiliário e financeiro. Tudo que buscamos para o Cruzeiro tem que ter extensão para nosso torcedor. Se temos um planejamento de uma empresa financeira, de uma empresa de proteção veicular, tudo isso é extensivo para o torcedor", reforça.

CAPTAÇÃO Com mais de 20 anos de atuação no mercado publicitário, o diretor explica que marketing se uniu ao comercial e a outros setores, para se adaptar à nova realidade do mercado e às necessidades do clube. Ele afirma que o modelo de gestão da nova diretoria, no formato horizontal, tem permitido maior interação entre setores administrativos do clube. "Temos que agir como empresa, para trazer dinheiro novo para o clube. O marketing participa das metas do comercial, começa o processo e o comercial depois vai captar. Falo diariamente com o Itair Machado (vice-presidente de futebol) e com o presidente Wagner Pires, assim como todos os setores se comunicam naturalmente. Esse alinhamento é fundamental para o sucesso do clube dentro e, principalmente, fora do campo", explica Salviano, que acrescenta: "Estamos criando parcerias e novos negócios. E queremos que esses novos parceiros lembrem-se do Cruzeiro como um clube profissional, ético e gigante como é".


O diretor encerra afirmando que está realizando um sonho antigo ao trabalhar para o clube. Para isso, elaborou um projeto de vida para se preparar adequadamente para a empreitada. "Para atuar no Cruzeiro eu me preparei muito, não só com alguns cursos de preparação, mas me preparei na vida. Trabalhei muito, muito mesmo. Plantei isso ao longo da vida", completa.

 

 


Publicidade