Publicidade

Estado de Minas MODA/QUALIFICAÇÃO

Formação específica é fundamental na busca por diferenciação no mercado


postado em 24/05/2015 06:07 / atualizado em 24/05/2015 09:40

Aluna do curso de produção de moda do Senac, Camila Runger, de 18 anos, estuda para ser consultora(foto: Beto Novaes/EM/D A Press)
Aluna do curso de produção de moda do Senac, Camila Runger, de 18 anos, estuda para ser consultora (foto: Beto Novaes/EM/D A Press)
Além do talento nos traços, boas ideias de concepção e um bom planejamento, o empreendedor na área da moda, para entrar e, principalmente, se estabelecer no mercado, tem como regra um único caminho: qualificação. Se antigamente o talento falava mais alto, hoje, com a competição, além do dom, é preciso muito conhecimento. “Não basta ter a máquina de costura, é preciso buscar um diferencial e querer o diferente, porque, hoje, o comportamento de consumo é outro”, comenta a especialista em moda do Senac Patrícia Carvalhais.

Com consumidores mais exigentes, de olho na qualidade das coisas que são vendidas a ele, Patrícia diz que, nesse mercado, atualmente, há duas vertentes para o empreendedor. “Buscar fazer o trivial, que se baseia em procurar o que vende, ou buscar a inovação para se destacar e sair da zona de conforto”, explica Patrícia. Segundo ela, é na segunda opção, de quem quer crescer no mercado, que a qualificação se torna mais do que necessária. “O mercado da moda agrega inúmeros profissionais, que vão desde o que cria, aquele que borda, modela, entre outros. Para todos esses que querem inovar, usar novas tecnologias, é preciso investir em cursos que agregam valor”, avisa.

Para a costureira, por exemplo, não basta só entender de costura. Segundo especialistas, é importante ter base de informática para manusear as máquinas tecnológicas que estão chegando. Já a modelista precisa ser também costureira. O salário das costureiras hoje vai até R$ 1,4 mil; o da modelista, de R$ 2 mil a R$ 3,5 mil e o do trabalhador da área de corte gira em torno de R$ 1,3 mil.

Em Minas, a qualificação é o que não falta. São cursos de graduação e técnicos que permitem ao aluno ingressar no mercado levando consigo uma bagagem. “Essas salas de aula vão permitir ao interessado ter novas ideias e inovar. Por mais que Minas ainda seja um estado conservador, temos estilistas, por exemplo, que pensam a moda de uma maneira única, como é o caso do Ronaldo Fraga”, cita. A intenção de se qualificar, segundo comenta Patrícia é justamente fazer com que o profissional busque uma identidade no ramo. “Os jovens que estão chegando a essa área estão despertando para o mundo da moda não com um olhar do consumismo, mas vendo a moda como o reflexo de comportamento e uma forma de expressão do que está se passando no mundo”, afirma.

Para os interessados em dar esse plus na carreira e abrir a mente para a moda, Patrícia indica cursos no Plug Minas do Senac, que, para os jovens de 14 a 24 anos e estudantes de escola pública, é sem custos. “Há um curso de técnica de produção em moda em que eles podem passar por todo o processo. Além disso, há outros cursos gratuitos no Senac que dão essa oportunidade ao adulto também que quer se reinserir no mercado e cursos de graduação em faculdades de BH”, pontua, dizendo que o mais importante é o profissional da moda nunca parar de se atualizar.

E essa é a preocupação da jovem Camila Oliveira Runger, de 18 anos, que está fazendo curso técnico de produção em moda há quatro meses. “Já havia trabalhado dentro de uma loja, mas não imaginava que essa área fosse tão diferente. Dentro da moda, há um campo vasto e decidi que quero ser consultora de moda porque quero levar bem-estar às pessoas pelo modo que elas se vestem. O aprendizado aqui é uma diferenciação para nós, pois entrar no mercado só com o talento e sem qualificação não leva pra frente”, avalia.

ONDE PROCURAR SE QUALIFICAR
Veja alguns locais em BH que oferecem cursos de moda

Graduação
UNA, Estácio de Sá, Fumec, UNI, UFMG, UEMG

Cursos técnicos
Senac, Senai, Sebrae

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade