Publicidade

Estado de Minas ESTÉTICA/ESTUDO DE CASO

Conceitos práticos ajudam a transformar dúvidas frequentes em oportunidades

Confira algumas dicas valiosas para obter sucesso


postado em 10/05/2015 06:03 / atualizado em 10/05/2015 07:58

Salão Beleza Natural nasceu do desejo das proprietárias de ter produtos para tratar cabelos crespos(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Salão Beleza Natural nasceu do desejo das proprietárias de ter produtos para tratar cabelos crespos (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

Uma das grandes questões que perseguem o empreendedor é comum a micro, pequenos, médios e até aos grandes empresários, de diferentes segmentos da economia. “O meu negócio pode dar certo?” Segundo Alexandre Caseira, coordenador no Rio de Janeiro da Endeavor, ONG mundial de fomento ao empreendedorismo, “o primeiro passo em busca da resposta está em uma outra pergunta: o mercado que eu quero entrar é grande o suficiente para caber uma grande empresa? Ou seja, o problema que eu quero resolver com meu negócio é um problema grande e de muitas pessoas?. Quanto maior o problema, maior a oportunidade”, explica o especialista.

Esses potenciais consumidores formam um indicador, que segundo a Endeavor mostra o tamanho da pista que o empreendedor tem para percorrer, o quão longe ele pode chegar. No segmento da beleza e bem-estar, o mercado pode ser considerado consolidado. “A oportunidade existe. O que, ao mesmo tempo, significa que você, antes de começar, já tem concorrentes. Então, vai precisar se diferenciar”, diz Caseira.

Para traduzir alguns conceitos de forma prática, o coordenador da Endeavor explica como aplicá-los usando como exemplo a experiência do Beleza Natural, instituto de beleza que é um dos grandes destaques do setor. O Beleza Natural foi fundado por Zica Assis e Leila Velez em uma comunidade do Rio de Janeiro, no início da década de 90, oferecendo soluções para cabelos crespos e ondulados. Hoje, o instituto atende a mais de 130 mil clientes por mês, em cerca de 30 unidades espalhadas pelo país.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade