Publicidade

Estado de Minas

Niemeyer fez arquitetura com leveza, diz Ferreira Gullar


postado em 07/12/2012 11:04

O poeta e escritor Ferreira Gullar disse hoje (7) que Oscar Niemeyer fez arquitetura com leveza. Ele esteve na manhã de hoje (7) no velório do arquiteto, no Palácio da Cidade, sede de prefeitura do Rio de Janeiro.

“Ele introduziu não só a forma curva, mas também a leveza. Os prédios parecem flutuar. Vim aqui para me despedir. Para nós amigos é uma dor irreparável”, contou o poeta.

Admiradores, netos, bisnetos e a viúva, Vera Niemeyer, acompanham o velório. Mais de 20 coroas de flores foram enviadas por parentes e amigos.

Uma das pessoas que deram adeus a Niemeyer na manhã desta sexta-feira foi o menino Richard Freitas Dias, de 6 anos. Ele adora sambar e ficou impressionado com a obra do Sambódromo do Rio de Janeiro, de autoria do arquiteto. A partir de então, passou a admirar o trabalho de Niemeyer.

“Ele disse: 'Mãe, um dia ainda quero conhecer o Oscar Niemeyer'. Eu disse: 'Você vai conhecer. Ele está com 104, mas acho que ainda é possível', por isso o trouxe aqui”, contou Ana Maria Silva, mãe de Richard. O menino, que quer ser professor ou arquiteto quando crescer, foi até o caixão e tocou o vidro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade