Publicidade

Estado de Minas 2011

A nata do leite

6º LUGAR


postado em 18/10/2011 09:00 / atualizado em 07/11/2012 20:00

Marketing se concentra na ideia de que a empresa oferece o melhor do leite em tudo o que faz(foto: MARCOS MICHELIN)
Marketing se concentra na ideia de que a empresa oferece o melhor do leite em tudo o que faz (foto: MARCOS MICHELIN)
Criada por um grupo de produtores para solucionar a falta de leite na capital mineira, na década de 1940, a Itambé tornou-se uma das maiores organizações do setor de lácteos do país e dona de uma das marcas preferidas pelos consumidores do estado, entre todos os segmentos empresariais. Na pesquisa deste ano, a cooperativa não apenas manteve a sexta colocação entre as mais prestigiadas no ranking geral como assegurou novamente o segundo lugar em qualidade de produtos e serviços e o quarto em Admiração e confiança, além de ter subido da nona para a oitava posição em Ambiente de trabalho e ter estado presente no Top 10 de todas as demais dimensões (Responsabilidade social, Capacidade de inovação e História e evolução). De acordo com o gerente de Marketing da empresa, Rodrigo Bastos, um dos segredos para o sucesso na avaliação dos consumidores é a transparência da gestão da Itambé, inerente ao processo cooperativista. "Os planos de marketing e relacionamento são lastreados, desde a fundação da empresa, há mais de seis décadas, no slogan 'o melhor do leite', que traduz a preocupação, a qualidade e o respeito aos clientes", diz. Com faturamento projetado para R$ 2 bilhões este ano, a CCPR/Itambé, responsável pela marca, processa hoje mais de 3 milhões de litros de leite de 8,5 mil produtores e oferece um mix de cerca de 150 produtos. A empresa tem 3,3 mil funcionários, lotados em cinco unidades operacionais: quatro em Minas e uma em Goiás. Para ampliar a produção, a Itambé tem em curso um plano de investimentos que inclui a ampliação da linha de UHT, em Uberlândia e Pará de Minas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade