Dois festivais simultâneos em Sete Lagoas devem incentivar comércio e turismo

Quem visitar a cidade neste período pode aproveitar para conhecer as belezas naturais da região

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 880974, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/06/29/663079/20150630172703873757i.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 29/06/2015 14:51 / atualizado em 30/06/2015 17:27

A arte se prepara para invadir Sete Lagoas, a 100 quilômetros de Belo Horizonte, na Região Central do estado, que abrigará dois festivais simultaneamente: o 2º Festival de Inverno do município e parte da programação do 28º Inverno Cultural da Universidade Federal de São João del-Rei. Sempre homenageando um filho ilustre do município - ano passado foi o trapalhão Zacarias -, o evento da prefeitura busca fomentar a produção cultural local.

O microempresário de BH Marco Aurélio Giovanini, de 41 anos, gostou tanto do festival de inverno do ano passado que neste ano vai levar a família de novo para Sete Lagoas. “A cidade já é muito receptiva e nesse evento fica muito mais aconchegante. Sem falar que dá para aproveitar os dias para passear na Gruta de Maquiné, visitar Cordisburgo e o circuito de Guimarães Rosa, tudo aqui pertinho.” Outro ponto que ele considera positivo é a segurança. “A gente fica à vontade para trazer os filhos porque é uma cidade sem violência. No Centro, temos bares interessantes em volta da lagoa e tudo pode ser visto com tranquilidade”, afirma.


E as belezas naturais da região são atração à parte, como a Serra Santa Helena, que abriga a Capela de Santa Helena, o Parque da Cascata, com exuberante fauna e flora, o circuito das grutas, além das sete lagoas que dão um ar todo característico à cidade, como a Lagoa Paulino, com vários bares e restaurantes. A programação ainda não foi finalizada, nem o homenageado deste ano foi escolhido, mas serão várias apresentações teatrais, folclóricas e shows musicais espalhados por vários pontos da cidade.



NEGÓCIOS

As oportunidades para negócios durante o festival deixaram empresários animados, como Eduardo Tostes, que é dono de dois restaurantes. Ele saiu da capital com destino a Sete Lagoas há 17 anos. “No ano passado tive um incremento de 15% no movimento. Boa parte do público vem de BH e gosta de apreciar a gastronomia e fazer muitos passeios pela cidade e nos arredores”, diz. O evento abriu oportunidade para parcerias. “Estou até negociando o uso de um dos meus restaurantes para a organização do evento. Nossa expectativa é muito boa este ano”, afirma Tostes.

 

Veja pontos turísticos de Sete Lagoas!

 

 

 

PROGRAMAÇÃO

18/7


10h
Cortejo de abertura do evento com grupos culturais locais
Exposição Festival de Inverno Sete Lagoas – homenagem à Mariza da Conceição Pereira
11h – Show com o Grupo Congadar
15h – Mostra de audivisual
19h – Companhia Mário Nascimento
20h – espetáculo teatral com a Cia Café com Queijo


19/7


10h – Concerto em ri maior, com a Cia do Palhaço
11h – Samba com grupo Nós Três
19h, 20h e 21h – shows de pop rock com Tubarão Vermelho, Dr. Fraude e Leo Ferreira e os Comparsas


20/7


16h – Tecituras, com a Quick Cia. de Dança
19h – Mostra coletiva de fotografia
20h – peça Araci
21h – Tchibum, espetáculo de dança com a companhia Paraopeba


21/7


17h – peça Rock baby, com Grupo Overini
19h – espetáculo de dança B Boys, com Cia Anjos da Rua

22/7


19h – Orquestra Jovem de Sete Lagoas


OFICINAS


Água-arte – um mergulho no universo líquido da criação
A oficina estimula a percepção, experimentação e criação a partir de provocações nascidas do universo da água. Prática de artes cênicas.
Professora: Viviane Dias

35 vagas

17 a 19/7

8h às 12h e das 13h30 às 17h30

Dia 19, das 8h às 12h, na Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos

R$ 15

 

Corpografias


Foco na pesquisa da escrita de corpos e movimentos singulares. Oficina para fomentar e capacitar as pessoas que se interessam por dança contemporânea.

A partir de 14 anos

Professor: Carlos Passos

20 vagas

18 e 19 de julho

8h às 12h, 20 a 22 de julho

13h30 às 17h30

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos

R$ 15


Oficina de modelagem em argila – moringas, talhas e potes
Modelagem em argila, de moringas e talhas, usando a técnica tradicional de rolinhos. Também serão trabalhadas técnicas básicas de acabamento e decoração.

A partir de 18 anos

Professora: Lidiane Soares

16 vagas

19 a 23/7

13h30 às 17h30

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos

Material: 5kg de argila; desbastadores e espátulas; guarda pó ou avental de uso pessoal; caderno para anotações

R$ 15

 

Autorretrato – Muito além da selfie
Oficina sober autorretrato como manifestação artística.

Público: a partir de 17 anos

Professora: Helena Leão

20 vagas

19 a 23/7

8h30 às 12h30

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos.

É pré-requisito ter noções básicas de fotografia

R$ 15

 

Criança + água + criatividade


Oficina infantil para trabalhar a criatividade e conceitos da preservação ambiental.

Público: crianças de 4 a 6 anos

Professora: Moema Lima Rezende

20 vagas

18 e 19/7

13h às 18h

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos.

Material: Lápis de cor, 1 cartolina, 1 papel cartão, 1 cola, 1 folha de EVA, 1 pincel (fino), 1 caneta de retroprojetor, 4 cores de tinta guache (pequenas), 1 pote de Toddy (vazio), 1 caixa de leite (vazia), 1 recipiente de plástico de amaciante de roupas (vazio com alça)

 

Oficina de ritmos brasileiros
Prática musical para todos que gostam de música e ritmo, e que nunca tiveram a oportunidade de experimentar. Os ritmos brasileiros (samba, baião, xote, capoeira de angola, congo, marcha grave) serão apresentados de forma lúdica, por meio de cantos populares, ao som de pandeiros, tambores, caxixi, agogô, pandeirola, dentre outros.
18 a 21/7

10h às 12h30

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos

20 vagas

R$ 15

 

Pintura artística em garrafas de vidro
Confecção de garrafas decorativas, explorando técnicas de preparação e acabamento de pintura.
Professora: Elis Marina Mota

20 vagas

18 e 19/7

8h às 13h

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos

R$ 15


Bordando Histórias
Oficina de bordado na qual cada participante exerce individualmente seu dom. Serão desenvolvidas noções de desenho, técnicas de confecção de riscos para bordado, pontos simples e variados.

Público: a partir de 15 anos
Professora: Lia Braga Lima

15 vagas

18 e 19/7

13h às 18h

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcelos

Material: Lápis, borracha, papel para risco (manteiga), régua, tesoura, agulhas e linhas coloridas (tipo Clea ou Camila). Os tecidos para confecção do mostruário, do pano de prato e de um painel serão fornecidos pela professora

R$ 15

 

Cordelícia – a arte do cordel brasileiro
Oficina para produção de cordel.

Público: a partir de 16 anos

Professor: Dante Tacchi

25 vagas

20 e 21/7

13h às 18h

Escola Estadual Doutor Ulisses de Vasconcellos.

Material: material para anotações; para a última parte da oficina (2 ou 3 horas finais): avental ou roupas velhas que não tenham problema em sujar, uma tira de borracha do tipo E.V.A. de 3cmX10,5cm, e uma folha de papel A4.

R$ 15


Levando a vida na gaita
Oficina para interessados no ensino prático e direto de gaita, não sendo preciso qualquer conhecimento prévio de teoria musical ou instrumento próprio.

Público: a partir de 10 anos

Professor: Rafael Eduardo Oliveira Rocha

8 vagas

18 e 19/7

8h30 ás 12h30

Associação Comunitária do Bairro Itapuã – Sete Lagoas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Últimas Notícias