Publicidade

Estado de Minas ENEM 2017

Estudantes que tiraram mil dão dicas para a prova de Redação


postado em 01/11/2017 13:50 / atualizado em 01/11/2017 14:10

Um dos maiores desafios para os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesse domingo, 5, é a prova de Redação. Com uma pontuação alta, viés humanista e a exigência de uma proposta de intervenção que envolvem os problemas brasileiros, a Redação é considerada um bicho papão, sendo que no último exame apenas 77 estudantes conseguiram a nota máxima de mil em todo o Brasil.

Thabata Vicari - nota mil em redação no último exame estudando pela Internet da sua casa.(foto: Divulgação)
Thabata Vicari - nota mil em redação no último exame estudando pela Internet da sua casa. (foto: Divulgação)
 

O atual estudante de medicina, Henrique Bastos de Castro Soares (20 anos) nunca foi do tipo caxias. desses que perdem o final de semana estudando. "Jamais fui um escravo dos estudos" brinca ele, que, para a surpresa dele mesmo, tirou nota mil em redação no Enem. Segundo ele foi essencial o apoio que recebeu do cursinho de pré-vestibular online. "Quando eu peguei a prova de redação, a princípio me deu um desespero. Aí me lembrei das técnicas de organização de texto e das aulas de atualidades, que justamente explicou sobre o tema da redação. Só foi escolher a técnica e seguir tudo que foi ensinado." explica ele.

Já para a mineira Thabata Vicari Silveira, a conquista do mil foi resultado de muito estudo de Português e de Filosofia. "A prática na escrita com a Filosofia me deram a base para fundamentar meu texto e demonstrar meu repertório cultural para a banca do Enem" explica ela. Para Thabata, o candidato "deve ter conhecimento de mundo, das principais correntes filosóficas e muita coesão no texto e na proposta de intervenção". Por morar no interior, na pequena cidade de Entre Rios de Minas, a candidata também optou pelo preparatório online do Percurso. "Eu assistia as aulas via Internet com excelentes professores e conseguia enviar minha redações para correção via celular, sem ter que mudar de cidade" conclui ela.

Dicas de Alison Leal, prof. de Redação do Percurso Pré-vestibular e Enem Online

O mundo moderno exige de nós sobremaneira a capacidade de adaptação. Isso, em diferentes setores, o campo do trabalho, o ambiente familiar, e , claro, o espaço educacional. Um dos elementos que nos faz diariamente sermos camaleônicos é o fator tempo – cada vez mais rápido e efêmero à nossa percepção. A educação, a nossa formação escolar, na direção oposta, exige-nos um tempo mais vagaroso, em consonância com a concentração, com o raciocínio. Como, então, resolver esse impasse? A internet foi cooptada pela educação como uma ferramenta que contribui significativamente no processo de ensino-aprendizagem. Dada a facilidade hoje de acesso à rede, seja pela sua disponibilidade em tablets, em celulares, em praças públicas, em restaurantes, em academias, em bares, no trabalho, seja pela velocidade ofertada por muitas empresas telefônicas, a internet como instrumento de educação passa a ser muito vantajosa. O aluno conta sobretudo com a facilidade de estar em contato com os estudos onde quer que esteja – não é necessário esperar o dia seguinte, ou talvez, a semana seguinte para tirar dúvidas com o professor; pode o estudante clicar e ter acesso à informação que suprirá a dúvida, e pode ainda entrar simultaneamente em contato com diferentes disciplinas e diversificados conteúdos, sem a limitação da linearidade das aulas presenciais. Isso requer, por sua vez, disciplina, trazendo para o estudante um amadurecimento – imprescindível para o sucesso escolar e, posteriormente, profissional. O Percurso Educacional, atento a essas vantagens da educação via internet, oferece uma plataforma muito completa de conteúdos e de ferramentas que dão suporte para obter o sucesso no principal exame do país, o Enem, e em outros vestibulares Brasil afora. As mudanças são, como a História conta, inevitáveis e imprescindíveis; adaptar-se é, por isso, necessário. Nós do Percurso Educacional assim entendemos.

Professor Alison Leal - dicas para ter um ótimo resultado na redação.(foto: Otniel Souza)
Professor Alison Leal - dicas para ter um ótimo resultado na redação. (foto: Otniel Souza)
 

O desejado e assediado MIL na redação do Enem, a cada ano, a meu ver parece ser uma tarefa épica para o estudante brasileiro. A quantidade de candidatos que atingiram a pontuação máxima na Redação decaiu significativamente nos últimos três anos principalmente. Alcançar a nota Mil ou próximo disso – 960, 980 – não é nenhuma tarefa hercúlea, desde que o estudante leia e escreva bastante ao longo do ano. Primeiramente é preciso aceitar que a prova de Redação, antes de exigir a habilidade de escrita, impõe a habilidade de leitura – é preciso compreender o que ao candidato foi proposto escrever e mais ainda o mundo que o cerca. Ler atentamente os textos motivadores é imprescindível para que se saiba qual é o recorte (em relação à frase que traz o tema explícito) a ser feito e esperado pela banca elaboradora. A PROPOSTA de Redação não é apenas o tema, mas a relação existente entre a frase-tema e os textos motivadores que a acompanham. Obviamente, o aluno deve ter excelente domínio das cinco competências. Por agora, porém, destaco a necessidade de o candidato dedicar-se com muito cuidado às competências II e III. À II, porque ele exige que o aluno traga repertório cultural, este que vem de uma ampla bagagem de leitura. Ler, por sua vez, faz assimilar estruturas frasais bem construídas, bem articuladas, auxiliando, por conseguinte, um ótimo desempenho na competência IV – coesão textual. Destaco também a competência III, porque ela avalia a organização das informações, dos argumentos, ou seja, a coerência e a pertinência do sobre o que se discorre. Um texto rico em informações (competência II), informações organizadas (competência III), e claro (competência IV) é uma redação bem próxima do desejado MIL. Cabe ao aluno então, dedicar-se também à norma culta, para não perder pontos na competência I e procurar ler sobre direitos humanos e projetos sociais, governamentais, para ter fluência na escrita da competência V – proposta de intervenção. Em suma, sugiro: leia, leia e leia, escreva e reescreva, escreva e reescreva, leia, leia e leia.

Artigo do Percurso Pré-vestibular e Enem online.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade