Publicidade

Estado de Minas

Dia da Natureza: conheça profissões para quem deseja cuidar do meio ambiente

Data foi instituída em 1930, em homenagem a São Francisco de Assis


postado em 04/10/2018 12:12

Dia da Natureza: conheça profissões para quem deseja cuidar do meio ambiente(foto: Educa Mais Brasil)
Dia da Natureza: conheça profissões para quem deseja cuidar do meio ambiente (foto: Educa Mais Brasil)

Nesta quinta-feira (4), o Dia da Natureza é comemorado em todo o Brasil e coloca em evidência as preocupações sobre o impacto direto das ações humanas no meio ambiente. No Brasil, existem profissões específicas para pessoas que se identificam com a causa e, diante dos avanços tecnológicos, preservar os recursos disponíveis na natureza torna-se uma questão cada vez mais urgente.


Para orientar as carreiras existentes na área, o Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia (CST) do Ministério da Educação (MEC) lista cursos do eixo Ambiente e Saúde, que estão associados às tecnologias voltadas para a ampliação da qualidade de vida e à preservação da natureza. Ao fim da graduação, que dura 1,6 mil horas caso esteja ligada especificamente ao meio ambiente, o profissional recebe o título de tecnólogo na área escolhida. 


O eixo Ambiente e Saúde envolve, segundo o MEC, "ações de proteção e preservação dos seres vivos e dos recursos ambientais, da segurança de pessoas e comunidades, do controle e avaliação de risco e programas de educação ambiental". Além dos cursos de tecnologia, existem graduações ofertadas na forma de bacharelado, que habilitam o profissional para o exercício da profissão no mercado de trabalho, e também de licenciatura, que estão associados à docência na educação básica e, consequentemente, ao desenvolvimento da consciência ambiental desde a infância ou a adolescência.


Dia da Natureza


Instituída em 1930, a data marca a homenagem ao frade católico São Francisco de Assis, que faleceu em 04 de outubro de 1226. O religioso dedicou-se em parte ao cuidado com a natureza assim como dos animais, que também são homenageados no dia de hoje. A partir de 1978 a comemoração ganhou mais visibilidade com a Declaração Universal dos Direitos dos Animais criada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).


Profissões


Confira abaixo a lista de algumas profissões ideais para quem deseja cuidar do meio ambiente:


Ciências Biológicas


As Ciências Biológicas realizam o estudo de todos os seres vivos existentes no meio ambiente. A graduação dura, em média, quatro anos e pode ser ofertado nas formas de licenciatura (que habilita para a docência na educação básica) e bacharelado (que habilita para o exercício da profissão). O biólogo estuda a evolução das espécies, a origem, a estrutura e os sistemas dos seres vivos. Durante o curso, são estudadas disciplinas de Biologia Celular, Ecologia, Genética Evolutiva, Fisiologia Humana, Fisiologia Vegetal, entre outras. 


Ecologia


O curso de Ecologia forma o profissional para lidar com ecossistemas de forma a compreender a importância e o papel de cada espécie existente. Para isto, também analisa o impacto das ações humanas no meio ambiente a fim de evitar possíveis desequilíbrios ecológicos. O profissional de ecologia está apto a elaborar planos de proteção aos recursos naturais desde a esfera local à nacional.


Engenharia Ambiental


A graduação Engenharia Ambiental é ofertada na forma de bacharelado, que habilita o graduado para o exercício da profissão. O curso dura, aproximadamente, cinco anos e trata do ramo da engenharia ligado ao desenvolvimento sustentável e à preservação do meio ambiente. Quando ofertada na forma de Engenharia Sanitária e Ambiental, também habilita o profissional para desenvolver sistemas de tratamento de água e esgoto. 


Engenharia Florestal


O curso de Engenharia Florestal forma o profissional para estudar os ecossistemas das florestas e atuar na identificação e classificação das espécies vegetais. O engenheiro florestal pode atuar com a ecologia aplicada, estudando e gerenciando reservas florestais; a fiscalização, monitorando empresas que utilizam produtos de origem florestal para produzir; além de desenvolver projetos de reflorestamento, pesquisar sobre sementes, insumos e melhoramento genético. A graduação, com duração média de cinco anos, oferece a titulação de bacharel e é disponibilizada na modalidade de ensino presencial.


Gestão Ambiental 


O curso de Gestão Ambiental habilita o profissional a atuar desde o planejamento até a execução de diagnósticos ligados à diminuição dos impactos e à recuperação dos solos. Com a graduação, que dura três anos (1,6 mil horas), o tecnólogo em Gestão Ambiental pode atuar em equipes multidisciplinares de licenciamento ambiental além de estar apto a participar da elaboração de políticas e programas de educação ou de monitoramento da qualidade do meio ambiente. 


Áreas e locais de atuação: empresas de planejamento e desenvolvimento de projetos, assessoria técnica e consultoria, organizações não-governamentais (ONG), órgãos públicos, institutos e centros de pesquisa, instituições de ensino, empresas rurais e empresas em geral das áreas de indústria, comércio e serviços.


Oceanografia


A profissão de oceanógrafo foi regulamentada em 2008 e tem ganhado importância diante da preocupação crescente coma emissão de poluentes nos oceanos, a exploração exagerada dos recursos marinhos e a qualidade dos alimentos oriundos do mar. Outro ponto que chama atenção para a significância do profissional é o fato de 70% da Terra estar coberta pelas águas dos oceanos.


A graduação em Oceanografia dura, em média, quatro anos e grande parte das disciplinas estudadas estão ligadas à biologia. O profissional é formado para trabalhar com ecossistemas marinhos. O curso pode ser disponibilizado em outras nomenclaturas: Ciências do Mar, Ciências Marinhas e Oceanologia. 


Saneamento Ambiental


Para atuar nesta área, é necessário obter a graduação em Saneamento Ambiental. De acordo com o MEC, o curso superior de tecnologia dura 1,6 mil horas e habilita o profissional a lidar com instalação e operação de sistemas de abastecimento de água, de coleta e tratamento de efluentes domésticos, industriais e agrícolas. O tecnólogo em saneamento ambiental também está apto a monitorar sistemas de drenagem urbana ou rural, acompanhar campanhas educativas e emitindo pareceres técnicos

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade