Publicidade

Estado de Minas

Quanto é preciso guardar por mês para investir na faculdade dos sonhos

Poupar é fundamental para investir em uma educação de qualidade


postado em 20/07/2018 11:39 / atualizado em 20/07/2018 16:43

Quanto é preciso guardar por mês para investir na faculdade dos sonhos(foto: Educa Mais Brasil)
Quanto é preciso guardar por mês para investir na faculdade dos sonhos (foto: Educa Mais Brasil)

Uma das maiores preocupações dos pais é com a faculdade dos filhos. Mas, nem sempre é possível contar com a ajuda deles, de um financiamento estudantil ou com uma bolsa de estudo. Quando isso acontece, é preciso ir em um busca de uma nova estratégia.

Pensando em todos empecilhos que podem surgir no momento de investir em uma graduação, milhares de estudantes recorrem ao planejamento financeiro. E, quando se fala em planejar, o lema a ser seguido é: quanto antes, melhor. 


Vamos aos números: poupando R$ 200 por mês, durante 15 anos, só é possível pagar um curso no valor de R$ 877 por mês. Levando em consideração, que os cursos custam em média 2 mil reais, essa aplicação deveria ser de, no mínimo, R$ 500.

Quanto antes a economia começar, menores terão de ser os investimentos mensais. E as despesas não param por ai, além da mensalidade, será preciso arcar com o valor dos livros, materiais de estudo, transporte, alimentação e, na maioria das vezes, cursos complementares. 


O custo de uma graduação é bem elevado e compromete uma parcela significativa da renda familiar e quando não é feito um bom planejamento, estudantes não conseguem garantir que concluirão o curso, sem interrompê-lo por falta de pagamento.

Foi pensando nisso, que Giovanna Feitosa, 20 anos, decidiu começar um cursinho preparatório para o Enem no Curso Sagrado. "O meu objetivo nunca foi pagar a faculdade, então eu estudei muito para conseguir uma bolsa". O investimento no cursinho deu certo. Hoje, Giovanna conseguiu uma bolsa de 100% pelo Prouni e estuda Odontologia na Unime. 


Há quase um ano, a jornalista Vanessa Casaes, 27 anos, vem tentando economizar para investir em uma pós-graduação. "Em nosso país, o investimento em educação é muito alto". A constatação da necessidade do planejamento surgiu quando ela foi em busca da especialização em assessoria de comunicação e percebeu que o valor não caberia no seu orçamento. "Eu tenho outros gastos e o valor da mensalidade estava custando, em média, R$ 540".

 

Vanessa não separa um valor fixo por mês, mas acredita que, no próximo ano, já vai poder dar início a este novo e importante passo na sua carreira. "Todo mês, eu guardo o que posso. Mesmo não sendo um valor fixo, acredito que no ano que vem eu já possa começar a minha pós", contou animada. 


Para evitar passar por problemas como o de Vanessa, é importante sempre pensar no fator tempo, apontou o Consultor Financeiro André Luzbel. "As pessoas acham que é necessário investir muito dinheiro de uma vez só. Elas estão enganadas. Investir pouco dinheiro todo mês é a melhor solução".

Na opinião do consultor da Bahia Partners – escritório da XP Investimentos em Salvador, esse despreparo ocorre porque não aprendemos educação financeira na escola. "Quem investe bem, aprendeu isso com os pais. São eles, os principais responsáveis por passar esses ensinamentos para as crianças", assegurou.

 
André também deu algumas dicas para quem quer começar a guardar dinheiro e falou sobre as melhores formas de investimento. "O primeiro passo é começar hoje e em seguida quitar todas as dívidas. Quando fazemos isso, deixamos de pagar juros e começamos a recebê-los. Depois, é só começar a investir, nem que seja R$100 todo mês".

E como melhor forma de investimento, André citou o Título Público ou Título Bancário. "De acordo com o crescimento do investimento que está sendo feito, é possível chegar até o mercado de ações. O único risco é que o mercado de ações é instável e nos Títulos existe a certeza que o dinheiro será totalmente resgatado", aconselhou. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade