Publicidade

Estado de Minas

Colégio simula ONU e trabalha habilidade dos jovens

ONU Jovem tem o intuito de proporcionar visão globalizada dos conflitos atuais e encorajar discussão e resolução de problemas com temas sugeridos pela mesa diretora


postado em 11/08/2017 14:42 / atualizado em 11/08/2017 14:50

(foto: Michele Vilefort)
(foto: Michele Vilefort)

Durante três dias, de 10 a 12 de agosto, ex-alunos e alunos da 1ª a 3ª série do ensino médio do Colégio Nossa Senhora das Dores, participarão da quinta edição da ONU Jovem, Simulação das Nações Unidas. Com a participação de professores de todas as matérias, o evento tem como principal objetivo simular as conferências nacionais e internacionais, para que alunos possam vivenciar o ambiente diplomático, além de aprimorar habilidades como negociação, argumentação, oralidade, autonomia, confiança e liderança, além de possibilitar aos estudantes desenvolverem suas capacidades de percepção e compreensão dos acontecimentos internacionais, por meio de temas que certamente estarão na prova do ENEM e dos principais vestibulares do país.

Todo o evento é protagonizado pelos alunos que participam de toda a organização e se dividem em comitês. A ONU Jovem do CNSD abre ainda caminhos para a escolha profissional dos alunos. Segundo os professores vários ex-alunos decidiram por cursos, como Relações Internacionais e Direito, após participarem das simulações. Ao longo do encontro, divididos em seis comitês, os alunos vivenciarão a rotina de diplomatas e defenderão a política externa de suas representações.

Após as apresentações e discussões, os comitês devem formalizar as soluções encontradas para cada um dos temas debatidos. Entre os assuntos desta edição, serão abordados, 23ª Conferência das Partes (COP 23, 2017), Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), Onu Mulheres, Comissão Anticorrupção, Conferência dos Estados Americanos para Debate das Políticas Carcerárias e Nomandy Campaign.

Para Raquel Abood, ex-aluna do CNSD, estudante do segundo ano do curso técnico integrado de Química no CEFET e diretora assistente do comitê da 23ª Conferência das Partes da ONU Jovem, que participou da edição de 2015 do evento enquanto era aluna, com as simulações, ela desenvolveu o entendimento de um mundo que é de todos, “sendo responsabilidade cuidar do planeta, mantendo sua segurança ambiental e humanitária. Aprendi também a importância do acesso não segregado à informação”, explica.

 

SERVIÇO
JOVENS VIVENCIAM A ROTINA DE DIPLOMATAS
Data: 10 a 12 de agosto
Local: Colégio Nossa Senhora das Dores
Informações: http://cnsdbh.com.br/onujovem/
Endereço: Avenida Francisco Sales, 77 – Floresta

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade